FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Presidente do CNC afirma que próxima safra também será de baixa

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 19/09/2019

0
0

O Conselho Nacional do Café (CNC) alerta os produtores sobre uma baixa safra 2019/2020. Em entrevista ao programa Bem da Terra, do canal Terra Viva, o presidente do CNC, Silas Brasileiro, afirma que o cenário está difícil e, com os baixos preços dos grãos, o produtor foi afetado diretamente.

Condição climática adversa e temperatura extremamente elevada causam amarelecimento das folhas e desfolhamento dos pés, o que reflete negativamente na próxima safra. “As poucas floradas que abriram em setembro, abortaram”, afirma.

Para Silas, mesmo com um ano de bienalidade positiva, a safra 2020/2021 também será afetada. Já o presidente da Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), Carlos Augusto Rodrigues de Melo, acredita que, para o ano que vem, o produtor, apesar das dificuldades, deve seguir cuidando das lavouras e adubações para que a quebra não seja tão acentuada.

Carlos comenta, em entrevista à Agência Estado, que ainda não tem o percentual da queda da produção deste ano. “Não sei ainda ao certo o porcentual porque ainda tem alguma coisa para entrar (a cooperativa receber), mas tem quebra. A preocupação maior está com a safra 2020. Com um clima desses, você chega à lavoura, tem florada e as folhas todas em queda, por causa da insolação, da irradiação. Muito calor”, comentou.

Segundo ele, a avaliação para a próxima safra está próxima de 50 milhões de sacas. “Foi previsto 54 milhões, depois caiu para 51 milhões, 50,9 milhões, e agora está reduzindo mais ainda. Estamos falando da safra nacional”. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou seu terceiro levantamento sobre a safra 2019, revisando para baixo a produção, que deve totalizar 48,99 milhões de sacas, ante 50,92 milhões cotadas na última estimativa, feita em maio.

“Da que vem, que se esperava e se falava em números absurdos, eu já acreditava que não seria assim. Agora, piorou, porque a região está muito seca. Na área da Cooxupé, não temos dúvida de que não será a safra esperada, por conta (da seca) do Cerrado, aqui mesmo do Sul de Minas, regiões de beiras de represas, lagos. É muito quente e a seca é pior que geada ou outro fator” finaliza Carlos.

As informações são da Bem da Terra / TV Terraviva e da Agência Estado.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.