FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

OIC aponta que consumo mundial de café deve ultrapassar 168 milhões de sacas no ano-cafeeiro 19/20

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 18/09/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

O Relatório sobre o Mercado de Café - Agosto 2020 da Organização Internacional do Café (OIC) estima que o consumo mundial de café no ano-cafeeiro 2019/2020 (outubro a setembro) é de 168,39 milhões de sacas de 60 kg, o que representa um crescimento de 0,3% em relação ao ano anterior, que foi de 167,84 milhões de sacas. No início da pandemia houve uma demanda crescente dos grãos, já que o consumo em casa aumentou e agora apresenta uma estabilidade por conta da crise econômica e a lenta recuperação do consumo fora do lar.

Com relação à produção mundial, estima-se que o ano-cafeeiro 2019/2020 atinja o volume de 169,34 milhões de sacas, número que representa uma redução de 2,2% se comparado ao ano-cafeeiro anterior. A estimativa é uma redução de 5% na produção de café arábica, que deve atingir o volume físico de 96 milhões de sacas, enquanto que para o canéfora a previsão é de um aumento de 1,9%, alcançando 73 milhões de sacas produzidas.

Com exceção da Ásia & Oceania onde está previsto um aumento de 2,2% na produção de café, atingindo 50,92 milhões de sacas de 60 kg, a expectativa é de queda na produção em todas as outras regiões. A África deve ter uma ligeira redução de 0,2%, atingindo 18,83 milhões de sacas, enquanto que na América Central & México a redução prevista é de 4,6%, chegando a 20,73 milhões de sacas. Por fim, na América do Sul, maior região produtora de café do mundo, a queda é estimada em 4,6% com o volume de produção final em torno de 78,87 milhões de sacas de 60 kg.

Em relação à América do Sul, a Colômbia terá um aumento de 1,7% da produção que deve atingir 14,1 milhões de sacas de 60 kg e, para o Brasil, a queda prevista é de 10%, reduzindo o volume de produção para em torno de 58 milhões de sacas de 60 kg no ano-safra 2019/2020. O principal motivo dessa forte queda na produção brasileira foi a bienalidade negativa do café arábica em 2019, que teve uma redução de 17,4% e fechar com 37,12 milhões de sacas, e o canéfora um aumento de 3,4%, chegando a 20,88 milhões de sacas.

O Relatório da OIC informa que as exportações globais de café nos dez primeiros meses do presente ano-cafeeiro foram de 106,59 milhões de sacas de 60 kg, volume que representa uma redução 5,3% se comparado com o mesmo período do ano passado.

Para acessar o relatório completo acesse aqui.

As informações são da Embrapa Café.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint