carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Internacional

Indonésia, Índia e Vietnã estão entre os mercados de café de mais rápido crescimento

postado em 30/03/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O mercado global do café continua crescendo e a Ásia está desempenhando um papel fundamental no seu crescimento. Uma nova pesquisa da Mintel revela que três dos cinco mercados de café varejista de crescimento mais rápido estão na Ásia. A Indonésia é atualmente o mercado varejista de café embalado de maior potencial, com uma taxa composta de crescimento (CAGR) de 19,6% nos últimos cinco anos, enquanto a Índia teve uma CAGR de 15,1% e o Vietnã, de 14,9%. No total, o mercado global de café continua a crescer de forma constante, com um avanço esperado do volume de varejo de 2,7% em 2016, após um aumento de 2,5% em 2015.

Enquanto os varejos asiáticos atualmente compõem a maioria dos mercados de café em expansão mais rápida do mundo, os europeus, bem como a Austrália, estão entre os mais lentos. A pesquisa da Mintel indica que a indústria de café da Finlândia declinou mais entre 2011 e 2016, com uma CAGR de -3,7%, seguido por Austrália (0%), Polônia (0,1%), Holanda (0,5%) e Bélgica (0,5%).

O boom no mercado de café da Ásia tem sido impulsionado por um aumento na inovação de produtos de café. De acordo com o Global New Products Database (GNPD) da Mintel, entre 2011 e 2016 o número de novos produtos de café lançados na Ásia aumentou 95%. Em comparação, o número de produtos de chá lançados aumentou 55% no mesmo período.

Jonny Forsyth, analista global de bebidas da Mintel, disse: "A indústria global de café continua tendo um crescimento saudável, impulsionado pelos mercados asiáticos em particular. A Ásia tem muito mais potencial de crescimento à medida que os consumidores, tradicionalmente de chá, são convertidos lentamente, mas de forma duradoura, em consumidores de café. Em 2016, houve também um número crescente de lançamentos de café que turvaram as fronteiras entre o café e o chá. A cultura de consumo de chá é a maior barreira ao café na Ásia, e os híbridos chá-café podem ser usados para seduzir os consumidores.”

Em termos de gostos locais, atualmente a Ásia-Pacífico lidera o caminho em lançamentos de café frio pronto para beber. Em 2016, 29% de todos os lançamentos de café na Ásia-Pacífico eram produtos de café frio prontos para beber, em comparação com apenas 10% na Europa. Além disso, misturas de café são uma grande parte das vendas de café no varejo. No mesmo ano, as misturas x-em-1 (ou seja, 2 em 1, 3 em 1 ou 4 em 1) representaram 16% de todos os lançamentos de café no varejo na Ásia, ante 12% em 2014.

No entanto, o café instantâneo ainda domina o mercado de varejo na Ásia. Dois em cada cinco (42%) lançamentos de café na Ásia-Pacífico foram de café solúvel, em comparação com apenas um em cada cinco (20%) lançamentos na Europa e apenas 6% dos lançamentos na América do Norte em 2016.

Globalmente, são as cápsulas de café que estão causando a maior agitação. Elas representaram mais de um quarto (26%) de todas as inovações globais de varejo do café em 2016, ante 11% dos lançamentos em 2011. Embora ainda em seus estágios iniciais na Ásia-Pacífico, a inovação das cápsulas ainda está mostrando fortes sinais de crescimento nessa região. Cerca de um em cada oito (13%) dos produtos de café lançados em 2016 foi de cápsula, contra 4% dos lançamentos nesta região em 2011.

"À medida que os consumidores dos mercados emergentes desenvolvem seu gosto pelo café, a inovação está aumentando um pouco à medida que os consumidores trocam o café instantâneo pelo café mais fresco. No entanto, apesar do aumento da ‘premiunização’ no mercado global do café, a forma mais commoditizada do café (pó de café solúvel) continua sendo um segmento extremamente importante, especialmente na Ásia. Enquanto os consumidores trocam o café instantâneo, as vendas de cápsula aumentarão”, conclui Jonny.

As informações são do Asia Food Journal/ Tradução por Juliana Santin 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade