ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Nigéria entra para a Organização Internacional do Café

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 07/12/2021

1 MIN DE LEITURA

0
0

A Nigéria concluiu sua adesão à Organização Internacional do Café (OIC) e seu Acordo Internacional do Café (AIC). A nomeação torna a Nigéria um dos 43 países produtores de café da OIC. Juntos, esses países representam mais de 97% da produção cafeeira mundial.

Uma delegação da Nigéria concluiu recentemente o processo de ratificação de membros na sede da OIC em Londres, na Inglaterra. Ambas as partes disseram esperar que a medida leve ao compartilhamento das melhores práticas na produção, comércio e desenvolvimento de mercado do café, para ajudar a impulsionar o setor cafeeiro nigeriano e melhorar a produção de café em todo o mundo.

Espécies de café comercial e nativas são cultivadas na Nigéria desde o século 19 e a cultura continua sendo importante para o país, apesar de sua dependência primária das exportações de petróleo.

Uma revisão recente da produção de café na Nigéria - que na maioria das vezes vem na forma de robusta cultivado por pequenos agricultores - concluiu que os baixos preços internacionais do café, combinados com a má gestão agrícola, levaram a um declínio na produção geral e nas exportações na última década.

Como membro da OIC, a Nigéria também estará envolvida na futura reestruturação do Acordo Internacional do Café (AIC) de 2007, acordo internacional supervisionado pela OIC e seus membros destinado a apoiar os produtores de café e fortalecer o setor cafeeiro global.

Após o Brexit, o Reino Unido ingressou oficialmente na OIC no início deste ano. No mês passado, relatórios locais e nacionais da Uganda disseram que a Autoridade para o Desenvolvimento do Café de Uganda (UCDA) havia iniciado o processo formal de saída do ACI, sem citar o motivo. Em um evento nacional sobre café no início deste mês, o ministro da Agricultura de Uganda, Frank Tumwebaze, disse que o país ainda não deixa a OIC, mas apenas tenta renegociar o AIC de 2007 para ser mais favorável aos interesses da Uganda como segundo maior exportador de café da África.

As informações são do Daily Coffee News / Tradução Juliana Santin

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint