ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Fairtrade International divulga recursos para adaptação dos cafeicultores às mudanças climáticas

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 09/06/2021

1 MIN DE LEITURA

0
0

A Fairtrade International e sua filial nos Estados Unidos, a Fairtrade America, estão compartilhando lições obtidas em três anos de trabalho envolvendo cafeicultores do Quênia como parte do projeto da Academia do Clima do grupo na África Oriental.

A agência de certificação sem fins lucrativos está promovendo um guia escrito junto com uma série de vídeos de instrução que podem fornecer ferramentas úteis de adaptação e mitigação das mudanças climáticas aos agricultores de todo o mundo e de vários setores agrícolas.

Naturalmente, os cafeicultores individuais tendem a deixar as menores pegadas de carbono na cadeia de abastecimento do café - enquanto a expedição, a torrefação, o transporte e o varejo representam as maiores. No entanto, espera-se que os cafeicultores sejam os grupos mais imediatos e severamente afetados na cadeia, uma vez que o cultivo do café requer condições climáticas específicas.

O guia e os vídeos do Fairtrade, que são traduzidos em cinco idiomas e compartilhados pela organização irmã Fairtrade África, enfocam amplamente as estratégias de redução de carbono no nível da fazenda para mitigar as mudanças climáticas, enquanto alguns se concentram na resiliência e adaptação, como plantar árvores de sombra.

O Fairtrade lançou sua Academia do Clima na África Oriental há três anos com foco na diversificação de culturas, em melhores práticas agrícolas e em ênfase em fontes de energia renováveis. O programa envolveu a participação de mais de 8.500 cafeicultores do Quênia.

“Quando se trata de café, muitas vezes vendido a preços baixos, os agricultores consideram as questões climáticas, incluindo o aumento de pragas, doenças de propagação mais rápida e clima imprevisível, como o maior problema que enfrentam para ganhar uma renda habitável”, comentou a Fairtrade América em um anúncio da série de vídeos. “Chuvas irregulares, períodos de seca severa e aumento das temperaturas levam a rendimentos extremamente incertos para as pequenas propriedades”.

Além dos recursos disponíveis publicamente, a Fairtrade International está fazendo parceria com o Instituto Internacional de Pesquisa para o Clima e a Sociedade (IRI) para um painel de discussão on-line sobre café e mudança climática no dia 25 de junho. Mais informações sobre esse evento podem ser encontradas aqui.

As informações são do Daily Coffee News / Tradução Juliana Santin

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint