FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Concurso de Qualidade dos Cafés da Região de Muriaé 2020 divulga campeões

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 15/10/2020

3 MIN DE LEITURA

0
0

Nesta quinta-feira (15), a Emater-MG divulgou a relação dos vencedores do XIX Concurso de Qualidade dos Cafés das Matas de Minas – Região de Muriaé. Neste ano, participaram produtores de 17 municípios, com 471 amostras inscritas.

O concurso foi dividido em três categorias: Café Natural Terras Baixas (com altitude inferior a 900 metros), Café Natural Terras Altas (acima de 900 metros) e Café Cereja Descascado.  As amostras passaram por análises físicas e sensoriais, de acordo com a metodologia da Specialty Coffee Association (SCA). As avaliações foram feitas por técnicos da Emater-MG e por especialistas em degustação de café.

Na categoria Café Natural Terras Baixas, o vencedor foi Fagner Alves dos Santos, do município de Muriaé. Já nas outras duas categorias, os campeões foram do município de Divino. Na categoria Café Natural Terras Altas, o primeiro lugar ficou com a produtora Marlete Henrique Domiciano, que também obteve a maior nota geral entre todos os participantes do concurso. Já o produtor Anderson Domingos da Silva foi o campeão na categoria Café Cereja Descascado.  

De acordo com Robério de Oliveira Torres, técnico da Emater-MG e integrante da comissão organizadora, o concurso permite que os produtores conheçam melhor o próprio café que cultivam. Antigamente, na hora da venda, muitos recebiam uma avaliação inferior, considerada de baixa qualidade, o chamado café “bebida rio”.

O concurso de 2020, por exemplo, mostra que todos os primeiros colocados produzem um café “bebida mole” ou “extremamente mole”, que tem suavidade e doçuras muito marcantes, além de extremamente agradáveis ao paladar.  Todos são considerados cafés especiais, pois receberam acima de 80 pontos na metodologia da SCA.

“Há 19 anos, quando iniciamos o concurso, os cafeicultores vendiam seus cafés como bebida rio, com preços menores, apesar de muitos já produzirem cafés de qualidade.  O concurso provou a qualidade desses cafés e os agricultores da região têm hoje mercado para seus cafés especiais. Prova disso, é que eles têm vencido, por vários anos, o Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais”, afirma Robério Torres.

A cafeicultura das Matas de Minas é basicamente em montanhas, no sistema familiar e em pequenas propriedades. Todos os vencedores do concurso da região de Muriaé contam com assistência técnica da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Além de troféus, os primeiros colocados receberam prêmios dos patrocinadores, como conjuntos derriçadores, TVs e pulverizadores elétricos. Este ano, por causa da pandemia, não haverá solenidade de premiação.

Vencedores do XIX Concurso de Qualidade dos Cafés das Matas de Minas – Região de Muriaé/2020

Categoria Natural Terras Baixas (<900 m)

1º lugar
Fagner Alves dos Santos
Município - Muriaé
Nota SCA – 88,27
Bebida – estritamente mole

2º lugar
Cloves Alves dos Santos
Município – Muriaé
Nota SCA – 87,75
Bebida – estritamente mole

3º lugar
Renato Losque Volpato
Município – Antônio Prado de Minas
Nota SCA – 85,58
Bebida – estritamente mole

4º lugar
Carlos José Creton Reduzino
Município – Caiana
Nota SCA – 85,50
Bebida – estritamente mole

5º lugar
Almir Moreira
Município – Carangola
Nota SCA – 85,50
Bebida – estritamente mole

6º lugar
Thais C. Motta
Município – Eugenópolis
Nota SCA – 85,33
Bebida – estritamente mole

Categoria Natural Terras Altas (> 900 m)

1º lugar
Marlete Henrique Domiciano
Município - Divino
Nota SCA – 89,83
Bebida – estritamente mole

2º lugar
José Alexandre de Abreu Lacerda
Município – Espera Feliz
Nota SCA – 88,58
Bebida – estritamente mole

3º lugar
Bruno Campos Ferreira
Município – Espera Feliz
Nota SCA– 85,33
Bebida – estritamente mole

4º lugar
Antônio Teodoro de Sales
Município – Divino
Nota SCA – 84,33
Bebida – mole

5º lugar
Gabriel Albergaria de Souza
Município – Divino
Nota SCA – 84,25
Bebida – mole

6º lugar
Lídia Maria da Silva Santos
Município – Vieiras
Nota SCA – 84,25
Bebida – mole

Categoria Cereja Descascado

1º lugar
Anderson Domingos da Silva
Município - Divino
Nota SCA – 86,08
Bebida – estritamente mole

2º lugar
José de Oliveira Sobrinho
Município – Carangola
Nota SCA – 85,75
Bebida – estritamente mole

3º lugar
Antônio Cezar Júnior
Município – Espera Feliz
Nota SCA– 85,17
Bebida – estritamente mole

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint