FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

CNC não acredita em safra recorde brasileira para 2020/2021

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 24/07/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0

Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), afirma diante das especulações sobre o volume da nova safra que ela não será recorde e deve se manter próxima a 60 milhões de sacas.

Para ele, os insistentes números apresentados por agentes internacionais podem ter a intenção de depreciar as cotações do produto. “Esquecem-se, porém, que tirar a renda e a competitividade do produtor impactará significativamente na produção em médio e longo prazo, pois veremos uma oferta em declínio e a consequente elevação dos preços diante da falta de café", afirma.

O presidente do CNC recorda que o cenário ideal é o equilíbrio na balança de oferta e demanda, com todos os agentes recebendo suas margens. "Volumes de produção e consumo equilibrados geram ganhos a todos os segmentos, a sustentabilidade econômica da cadeia e evita-se sobrepreços aos consumidores”, analisa.

O alerta ocorre em meio a um cenário de incertezas quanto ao consumo da bebida em função dos impactos da pandemia de Covid-19. Segundo Silas, a flexibilização que vem ocorrendo na Europa e na Ásia, continentes que contém grandes países consumidores e importadores do café brasileiro, permite a retomada do consumo fora de casa.

"Com essa abertura de cafeterias, restaurantes e demais estabelecimentos, teremos uma sinalização de qual será o impacto no consumo. Não podemos esquecer que o inverno ainda está para chegar no hemisfério norte e a tendência é que se consuma mais café", recorda.

Em relação à oferta do café brasileiro, Silas comenta que a colheita avançou para pouco mais da metade atualmente e que ainda existe uma preocupação com o clima nos próximos dias. "Temos previsão para a chegada de uma frente fria na próxima semana, que derrubará as temperaturas no cinturão produtor de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Paraná. Necessário monitorar para ver se não há possibilidade de geadas, assim como também ficar de olho para a ocorrência de chuvas, as quais afetam a qualidade do café na época da colheita", alerta.

As informações são do CNC.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint