carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Produção

Na cafeicultura, Rondônia registrou desempenho 22% maior este ano

postado em 16/11/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

No último final de semana em Alta Floresta D´Oeste (RO), a Comissão de Agricultura do Senado propôs discutir os avanços e os principais desafios da cafeicultura do estado, com a presença do Ministro Blairo Maggi, especialistas e autoridades. Rondônia é o quinto maior produtor de café do Brasil e registrou desempenho 22% maior este ano, em relação a safra passada, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Foto: Café Editora
                                                 Foto: Café Editora

Para o vice-presidente da Comissão, o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), a perspectiva é de que a produção triplique nos próximos anos: "o mérito dessa conquista é dos produtores, que cada vez mais têm apostado no café-clonal, técnica que reúne qualidade e quantidade em um espaço menor do que o usual, e do governo, que tem investido no setor”, disse.
Raupp apontou, ainda, a melhora nos índices econômicos como um fator que deve impulsionar a produtividade, uma vez que o Brasil deve crescer mais de 3% no próximo ano, como apontam os especialistas. Segundo Blairo Maggi, é realmente impressionante o que tem acontecido em Rondônia: "vamos tentar replicar o modelo adotado aqui para outros estados com o mesmo tipo de solo, clima e precipitação e, claro, auxiliar naquilo que for possível para que o estado fortaleça sua produção", comentou. 

Conforme o produtor Reinaldo Caffer, não é preciso investir muito dinheiro para lucrar com o café clonal. Em uma área de 4 hectares, ele e a família produziram 193 sacas por hectare, a maior do estado: "somos a prova que a agricultura familiar pode dar lucro sem investir milhões, e que o café chegou para ficar. Esperamos agora que o governo continue acreditando no produtor rondoniense”.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade