FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

UE apoia competitividade do setor cafeeiro na Etiópia

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 10/09/2019

0
0

A União Europeia (UE) forneceu 15 milhões de euros (cerca de US$ 16,5 milhões) para apoiar a competitividade do setor cafeeiro da Etiópia. Em uma entrevista coletiva realizada no dia 5 de setembro, a Ministra da Agricultura da Etiópia, Sani Redi, disse que o financiamento contribuirá para melhorar a produtividade do café ao enfrentar os desafios que do setor.

A Agência de Notícias da Etiópia relata que o financiamento será usado para prevenir doenças do café, fornecer grãos resistentes a doenças e apoiar pesquisas. Redi disse que isso ajudará a agregar valor ao café sendo exportado de 28 locais de produção de café (distritos).

Os grãos são a exportação mais importante da Etiópia. De acordo com o adido do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em Addis Abeba, a Etiópia deverá exportar o volume recorde de 240 mil toneladas de café em 2019/20.

A produção de café deverá subir para 7,35 milhões de toneladas em 2019/20, um aumento de 1,4% em relação à temporada 2018/19. As exportações representam pouco mais da metade da produção geral e devem crescer 0,5% em 2019/20 em relação ao ano anterior, atingindo quatro milhões de sacas de 60 kg.

O USDA disse que os exportadores etíopes estão enfrentando um aumento na regulamentação, com o governo proibindo vários exportadores nos últimos meses por não cumprirem seus contratos e acumular grãos.

Embora as ofertas sejam maiores este ano, graças aos rendimentos mais altos devido às melhores chuvas e à menor prevalência de doenças, o rendimento previsto pelo USDA de 0,82 toneladas por hectare fica bem abaixo da meta do governo de 1,1 toneladas por hectare.

O departamento acrescenta que a produção continua a enfrentar a ameaça mais ampla de agricultores mudarem para outras culturas. “Um dos principais desafios que o setor cafeeiro etíope está enfrentando é que muitos produtores de café, principalmente do leste do país, estão arrancando os arbustos de café e substituindo-os pelo khat, uma planta com propriedades estimulantes”, afirma o USDA em um comunicado.

Enquanto isso, a demanda doméstica na Etiópia, principal consumidor de café da África, deverá permanecer robusta, com o USDA prevendo que o consumo etíope aumentará 2,4% em 2019/20 em comparação a 2018/19.

As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.