FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Retirada do café colombiano da Bolsa de Nova York poderá ser definida em 15 dias

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 15/03/2019

0
0

Na cúpula dos países produtores de café, que vai acontecer em 15 dias, no Quênia, poderá ser definido o destino da proposta da Colômbia de não ter como referência os preços da Bolsa de Nova York.

O gerente da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia, Roberto Vélez, afirmou que já em Atlanta, nos Estados Unidos, a primeira abordagem foi feita e muita solidariedade foi recebida de outras nações.

Ele reiterou que, com os atuais preços dos grãos abaixo de um dólar por libra-peso, nenhuma produção de café arábica lavado, como as encontradas em países como Colômbia, Peru, América Central, Bolívia, Quênia e Tanzânia, é viável.

Em diálogo com a Rádio Caracol, ele reconheceu que um dos grandes problemas que essas nações enfrentam é a de não ter institucionalidade, daí a dificuldade de obter apoio para essa proposta. No entanto, ele considerou o principal apoio de Honduras, que atualmente tem um volume de produção de mais de 7 milhões de sacas.

Finalmente, ele estimou que o grau de especulação na Bolsa de Valores de Nova York é tão grande que não se pode descartar que o preço do café continuará caindo para níveis de 90 centavos de dólar por libra-peso.

As informações são da Rádio Caracol / Tradução Juliana Santin

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.