FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Receita bruta da lavoura dos cafés tem aumento de 25% em relação a 2019

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 12/03/2020

0
0

O Relatório sobre a receita bruta de todas as lavouras brasileiras, feito pelo Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, aponta estimativa de R$ 438 bilhões. No cálculo desse montante, se for estabelecido um ranking dos cinco primeiros produtos, constata-se que a soja figura em primeiro lugar, com R$ 158,6 bilhões, o que corresponde a 36% do citado valor; o milho, em segundo, com R$ 72,7 bilhões (15,5%); seguido pela cana-de-açúcar, com R$ 59,16 bilhões (13,5%); algodão herbáceo, com R$ 41,4 bilhões (9,5%); e, por fim, o faturamento dos Cafés do Brasil, quinto colocado, com R$ 25,06 bilhões, cifra que equivale a 5,7% do total de todas as lavouras. Assim, a receita estimada da lavoura cafeeira para este ano representa aumento de aproximadamente 25% em relação ao faturamento de 2019, o qual atingiu R$ 19,94 bilhões.

Analisando os seis maiores produtores de café no Brasil, existe a seguinte performance: Minas Gerais, que é o maior estado produtor, tem o valor bruto de todas as lavouras, estimado em R$ 43,73 bilhões, e o do café em R$ 15,43 bilhões. Assim, verifica-se que tal montante do café corresponde a 35% do faturamento das lavouras. No segundo maior estado produtor de café, o Espírito Santo, o faturamento de todas as lavouras foi estimado em R$ 5,7 bilhões. Estabelecendo esse mesmo comparativo, constata-se que a receita do café, calculada em R$ 4,5 bilhões, corresponde a 79% do total estimado para o ano em curso.

Na sequência, o estado de São Paulo tem a receita bruta de todas as lavouras estimada em R$ 56,36 bilhões e a do café em R$ 2,31 bilhões, que corresponde a 4% do total. A Bahia, quarto maior estado produtor, tem as suas receitas das lavouras estimadas em R$ 24,98 bilhões e a do café em R$ 1,14 bilhão, montante que equivale a 4,5% do faturamento total. Em quinto lugar está Rondônia, com R$ 3,35 bilhões de previsão de receita de todas as lavouras e R$ 736,23 milhões para o café, ou seja, 22% do total estimado. Por fim vem o estado do Paraná, o sexto produtor de café no País, que apresenta um faturamento total das lavouras de R$ 48,94 bilhões e o café com R$ 452,4 milhões, correspondendo a 1% do total.

O cálculo do Valor Bruto da Produção (VBP) tem como base a safra anual estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os preços médios recebidos pelos produtores, divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP).

Para acessar o relatório completo clique aqui.

As informações são da Embrapa Café.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.