FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Principais contratos do café arábica registram quedas na Bolsa de NY

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 28/10/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

O mercado futuro do café arábica encerrou o pregão desta quarta-feira (28) com baixas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Dezembro/20 teve queda de 195 pontos, valendo 105 cents/lbp; março/21 teve queda de 185 pontos, valendo 107,70 cents/lbp; maio/21 teve baixa de 185 pontos, valendo 109,40 cents/lbp; e julho/21 teve baixa de 180 pontos, negociado por 111 cents/lbp. 

Segundo análise do site internacional Barchart, os preços voltaram a cair após dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) serem divulgados durante o pregão. "O Cepea disse, na quarta-feira, que os cafezais de arábica em Minas Gerais experimentaram uma floração ‘significativa’ após a chuva no início deste mês, o que pode impulsionar a produção de café do Brasil em 2020/21 e aliviar as preocupações anteriores sobre as condições de seca no Brasil", afirmou a publicação. 

Apesar disso, especialistas já dão como certa a baixa na próxima produção brasileira. O maior produtor de café do mundo enfrentou, em 2020, o maior déficit hídrico dos últimos anos. Voltou a chover em Minas Gerais nos últimos dias, levando certo alívio para o produtor que enfrenta o maior período de estiagem dos últimos anos.

A safra de 2021 já começa com potencial de baixas, apesar de ainda não ser possível quantificar o tamanho do impacto da seca na próxima produção, que naturalmente já seria de ciclo baixo para o Brasil.

A alta do dólar também foi o fator determinante para as quedas desta quarta-feira. "O real caiu para uma baixa de 5-1 / 4 do mês em relação ao dólar, o que incentiva as vendas de exportação dos produtores de café do Brasil", afirmou a análise. 

No Brasil, o mercado físico finalizou com estabilidade nas principais praças produtoras do País.  O tipo 6 bebida dura bica corrida manteve o valor de R$ 568 em Guaxupé (MG). Poços de Caldas (MG) manteve o valor de R$ 504. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 504. Araguarí (MG) manteve o valor de R$ 550. Varginha (MG) manteve o valor de R$ 575. Franca (SP) manteve a estabilidade por R$ 565.

O tipo cereja descascada manteve o valor de R$ 610 em Guaxupé (MG). Poços de Caldas (MG) manteve o valor de R$ 554. Patrocínio (MG) manteve o valor de R$ 595. Varginha (MG) manteve a estabilidade por R$ 620.

Já o café tipo conilon, na Bolsa de Londres, finalizou o dia com estabilidade. Novembro/20 teve queda de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1327; janeiro/21 teve baixa de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1347; março/21 registrou baixa de US$ 2 por tonelada, negociado por US$ 1355; e julho/21 teve baixa de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 1382. 

As informações são do portal Notícias Agrícolas.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint