FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Exportações do café solúvel crescem 7,3% nos primeiros quatro meses de 2020

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 14/05/2020

0
0

A Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics) divulgou o levantamento mensal em que aponta que o segmento do café solúvel teve um desempenho positivo nos primeiros quatro meses deste ano. As exportações somaram o equivalente a 1.329.923 sacas de 60 kg. Os industriais brasileiros registraram crescimento de 7,3% na comparação com os embarques em mesmo período do ano passado. Em receita cambial, o avanço foi de 0,5% na mesma comparação, com os ingressos rendendo US$ 181,4 milhões ao Brasil.

Segundo o diretor de Relações Institucionais da entidade, Aguinaldo Lima, a performance positiva foi principalmente porque as indústrias revisaram suas estimativas após o decreto de pandemia do novo coronavírus. “Antes desse cenário de exceção que vivemos, prevíamos um crescimento de, no mínimo, 5% na comparação com o recorde de 4 milhões de sacas que foram exportadas em 2019. Agora, a projeção está para avanço de 1% a 5%, refletindo a cautela dos industriais diante das consequências da covid-19”, revela.

Nos primeiros quatro meses de 2020, o Brasil comercializou café solúvel com 87 países. Os principais clientes foram os Estados Unidos, com a importação de 254.310 sacas. Na sequência vêm Rússia, com 152.415 sacas; Argentina, com 94.590 sacas; Japão, com 81.733 sacas; e Indonésia, com a aquisição de 77.582 sacas.

De acordo com o diretor da Abics, entre as 15 principais nações compradoras de café solúvel do Brasil, destacam-se duas que também fabricam o produto. "O México e a Holanda estão entre os grandes produtores de solúvel e apresentaram crescimento surpreendente quando comparamos com as importações que realizaram no primeiro quadrimestre de 2019. Os holandeses aumentaram em 1.435% e os mexicanos em 555% as compras do produto brasileiro", informa.

Consumo interno

O mercado brasileiro também apresentou crescente interesse pelo solúvel nacional. O consumo da bebida no primeiro quadrimestre apresentou um aumento de 11% na comparação com idêntico intervalo anterior, saltando de 251 mil sacas, em 2019, para as atuais 298 mil sacas entre janeiro e abril. "Esse crescimento é resultado do esforço das grandes marcas, que apresentam novidades em produtos e embalagens, fazendo o café solúvel ganhar novos adeptos", explica Lima.

O diretor da Abics conclui que os bons resultados apresentados nas exportações e no mercado interno do produto sinalizam, pelo menos em curto e médio prazos, que os impactos internos e externos causados pela pandemia da covid-19, por enquanto, não prejudicaram o setor.

O relatório completo está disponível no site da Abics.

As informações são da Abics

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.