FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Departamento de Economia Rural aponta fim da colheita de café no Paraná

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 21/09/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

Técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, apontam o fim da colheita do café no estado. Os números finais de produção ainda serão aferidos pela equipe de campo do Deral, mas a estimativa é de que tenham sido produzidas 943 mil sacas de 60 kg em uma área de 35.556 hectares. Caso o número se confirme, a produtividade média será de 26,5 sacas por hectare, ligeiramente superior à obtida na safra anterior.

O clima quente e seco predominante na safra que se encerra provocou efeitos distintos. No período da frutificação, foi desfavorável para o desenvolvimento da cultura, mas, ao persistir durante a colheita e secagem, garantiu que o produto resultante fosse de boa qualidade. A manutenção do mesmo clima desde o primeiro semestre deste ano já passa a preocupar os cafeicultores em relação ao potencial produtivo da próxima safra.

A comercialização ainda está em ritmo lento, com os produtores optando pela venda apenas para cobrir despesas imediatas. Estima-se que 43% da produção estão negociados, repetindo o que se observou no mesmo período do ano passado. As cotações no mercado físico estão sujeitas às incertezas econômicas e financeiras internacionais, mas o que se observa é que a remuneração ao produtor está abaixo do custo de produção.

O clima seco e quente também continua dificultando os trabalhos de campo tanto no plantio quanto na colheita da mandioca. E isso reflete nas indústrias de fécula, que estão com maior ociosidade, e parte delas passa a se abastecer em São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Situação semelhante vivem os produtores de soja. Mesmo com o fim do vazio sanitário, o plantio praticamente não iniciou. Na safra anterior, esse problema já foi enfrentado e o plantio começou efetivamente somente em outubro, o que pode se repetir.

O boletim registra, ainda, que a colheita da segunda safra de milho está na reta final, restando apenas 132 mil hectares de uma área total de 2,3 milhões de hectares. A produção deve ficar em torno de 11 milhões a 12 milhões de toneladas. Os produtores também já estão plantando a safra 2020/2021.

O último relatório de plantio e colheita de trigo apontou que aproximadamente 23% da área semeada já foram colhidos, o que equivale a 258,6 mil hectares. A estimativa de produção é de 3,47 milhões de toneladas.

O documento preparado pelo Deral também traz um panorama do plantio de feijão e informações da produção de orquídeas, crisântemos e rosas no Paraná. Na olericultura, a análise é sobre o preço em queda da cebola e da batata nas Ceasas do País, enquanto o tomate está em alta.

As informações são da Agência de Notícias do Paraná.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint