ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Critérios aprovados para liberação de recursos do Funcafé para produtores atingidos por geada e seca

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 15/10/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

A semana foi marcada por mais alguns passos importantes para a liberação dos recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) em atendimento aos produtores que tiveram as lavouras atingidas pela geada e pela seca.

Em reunião na última quarta-feira (13), o Comitê Técnico do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) definiu os critérios a serem encaminhados ao Conselho Monetário Nacional (CMN) para que a linha especial, reservada em R$ 1,319 bilhão, seja liberada aos agentes financeiros. Assim, o produtor que teve sua lavoura atingida e que se enquadre nos critérios terá acesso ao crédito.  

Dos itens discutidos, foram aprovados critérios como prazos, carência e valor por hectare, conforme texto abaixo:

1) “Erradicação total da lavoura (Nova Formação)”

Valor a ser liberado por ha é de até R$ 25.000, na seguinte condição de pagamento: prazo de 8 (oito) anos, sendo 3 (três) anos de carência e pagamento em 5 (cinco) parcelas anuais, com as mesmas taxas de remuneração do Funcafé.

2) “Recuperação através da poda de decote”

Valor a ser liberado por ha é de até R$ 6.000,00, na seguinte condição de pagamento: prazo de 2 (dois) anos, sendo 1 (um) ano de carência e pagamento no segundo ano em parcela única, com as mesmas taxas de remuneração do Funcafé.

3) “Recuperação através da poda de esqueletamento”

Valor a ser liberado por ha é de R$ 15.000,00, na seguinte condição de pagamento: prazo de 3 (três) anos, sendo 2 (dois) anos de carência e pagamento no terceiro ano em parcela única, com as mesmas taxas de remuneração do Funcafé.

4) “Recuperação através da poda de recepa”

Valor a ser liberado por ha é de R$ 18.000,00, na seguinte condição de pagamento: prazo de 6 (seis) anos, sendo 3 (três) anos de carência e pagamento em 3 (três) parcelas anuais, com as mesmas taxas de remuneração do Funcafé.

Próximos passos

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, encaminhará voto ao CMN para aprovar a indicação do Comitê Técnico do CDPC. Após a publicação de uma resolução por parte do CMN – que deve ser reunir na próxima semana – o Mapa faz uma chamada pública aos agentes financeiros e os contratos são assinados. Cumprido esse trâmite, o crédito estará disponível aos produtores.

O presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro, destacou a sensibilidade e a agilidade do Mapa em busca de uma solução conjunta para minimizar os impactos dos eventos climáticos. “Registro com imensa alegria o desenvolvimento e rapidez no encaminhamento feito pelo Mapa. O Secretário Guilherme Bastos, o Diretor Silvio Farnese, a servidora Janaina Macedo, e toda a equipe do Ministério, têm sido muito ágeis e de uma boa vontade ímpar ao atender o pleito com um trabalho extraordinário”, elogiou.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint