ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

CIM e UFLA participam de Seminário Nacional do Campo Futuro

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 01/11/2018

0
0

O coordenador do Centro de Inteligência em Mercados (CIM) da Universidade Federal de Lavras (UFLA), professor Luiz Gonzaga de Castro Júnior, e o coordenador do projeto Campo Futuro no CIM, Heitor Parreiras, participaram no 4º Seminário Nacional do Campo Futuro. Promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o evento ocorreu no dia 24/10, em Brasília/DF. Na ocasião, eles puderam tornar públicos os resultados do trabalho realizado para as cadeias produtivas de cafeicultura, horticultura e fruticultura.

“Precisamos desenvolver ações que direcionem os produtores a utilizarem os mercados futuros, como programas em parceria entre entidades públicas e privadas para treinamento e desenvolvimento de técnicos com conhecimento em Mercado de Derivativos, além de proporcionar condições, por meio de ações coletivas, para que pequenos produtores possam se beneficiar do processo”, ressaltou Castro.

Para o professor, a utilização dos mercados futuros pode se dar com a disponibilização de profissionais que mostrem ao produtor as vantagens quanto à gestão de risco, viabilizando as operações. Ele também propôs o financiamento da Margem de Garantia e Ajustes Diários, por meio de recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). Quanto ao modelo de assistência coletiva, a proposição prevê o seguinte ciclo de aprendizagem: Experiência/Observação, Análise/Reflexão, Informação Adicional/Troca de Experiência, Aplicação/Tomada de Decisão. Este modelo seria uma proposta ao que já é utilizado pela Fundação Newmann, mas que abrange apenas a assistência e a metodologia do Senar, utilizando a assistência técnica e gerencial de forma individual.

O representante da UFLA comentou sobre a experiência bem sucedida da universidade em relação à criação de um espaço de desenvolvimento de startups, o InovaHub, com foco no agronegócio. O local atua nas etapas de Sensibilização; Educação e Conexão; Ideação; Pré-Aceleração; Startups Residentes; e Transferência de Tecnologia.

Heitor Parreiras apresentou os resultados do projeto Campo Futuro no ano 2018, relacionados às culturas de café (arábica e robusta), banana (prata e nanica), maçã (gala, fuji e eva), alho, batata, brócolis, cenoura e tomate. Ele mencionou os fatores meteorológicos que influenciaram positivamente ou negativamente a produção dessas culturas nas regiões analisadas, bem como a situação desse fator para o início da próxima safra.

Parreiras citou também os principais problemas de pragas e doenças enfrentadas em cada uma das culturas onde houve pressão desses fatores, além de apresentar perspectivas para a próxima safra. “O seminário foi um evento bastante proveitoso, que contou com a presença de grandes nomes do agronegócio brasileiro. O evento nos deu uma visão geral do cenário atual da agricultura e pecuária brasileiras, bem como do que se esperar para o futuro desses setores”, destacou.

O Campo Futuro é um projeto que alia a capacitação do produtor rural à geração de informação, direcionada ao gerenciamento de risco de preços, custos e produção. A iniciativa é realizada pela CNA e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com universidades e centros de pesquisas, além das Federações de Agricultura e Pecuária dos Estados. O levantamento das informações é feito por meio de painéis nas principais regiões produtoras e municípios de cada atividade produtiva.

As informações são da Ascom InovaCafé.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.