FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Brasil exportou 3,2 milhões de sacas de café no mês passado

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 11/10/2019

0
0

Dados mensais do Conselhos dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) apontam que o Brasil exportou 3,2 milhões de sacas de café em setembro, considerando a soma de café verde, solúvel e torrado & moído.

O volume apresenta um aumento de 2,6% quando comparado com o mesmo mês do ano passado. A receita cambial gerada pelas exportações em setembro de 2019 chegou a US$ 410,3 milhões, queda de 4,5% em relação a 2018. Já o preço médio da saca de café foi de US$ 126,9, baixa de 6,9% em relação ao mesmo mês de 2018.

Do volume total, 81,8% foi de café arábica, equivalente a 2,6 milhões de sacas. Já o canéfora atingiu a participação de 8,1%, com o embarque de 263,1 mil sacas, enquanto que o solúvel representou 10% das exportações, com 323,1 mil sacas.

“Os volumes de café exportados em setembro registraram o melhor resultado do mês nos últimos cinco anos. O desempenho no acumulado dos últimos 12 meses também marca um incremento muito significativo das vendas para o exterior, alcançando cerca de 42,2 milhões de sacas”, disse Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé. “Outro fator que deve ser destacado é o forte crescimento das vendas para os dez maiores países compradores, entre eles EUA, Alemanha, Japão, Bélgica e Espanha, com exceção do Reino Unido. Estes resultados registram o aumento da participação brasileira nas exportações mundiais, de acordo com os dados apurados pela OIC, e confirmam mais uma vez a alta qualidade do café mais sustentável do mundo, que é o café brasileiro. Além disso, indicam que fecharemos o ano civil com excelentes resultados, refletindo o bom trabalho do setor exportador”, afirmou.

No ano civil – janeiro a setembro de 2019 – o total de café exportado permanece sendo o maior dos últimos cinco anos, com o embarque de 30,4 milhões de sacas. O volume representa crescimento de 27,7% em relação à mesma base comparativa do ano passado e a receita cambial, neste caso, também apresentou crescimento de 6,5%, chegando a US$ 3,8 bilhões.

Entre as variedades embarcadas no ano civil, o café canéfora (robusta) se destaca pelo aumento de 73,7% nas exportações, quando comparado ao volume da variedade exportado de janeiro a setembro de 2018. O arábica também obteve um crescimento relevante, de 26,2%, em relação ao período do ano anterior. Já o café solúvel, por sua vez, registrou alta de 9,9% no período. Assim como no mês de setembro e ano civil como um todo, ambas as variedades (café arábica e solúvel) apresentaram o melhor resultado em volume dos últimos cinco anos para o período de janeiro a setembro.

Já nos últimos 12 meses (de outubro de 2018 a setembro de 2019) o Brasil exportou 42,2 milhões de sacas, dado que sinaliza um recorde histórico de exportações de café para este ano.

Para acessar o relatório completo clique aqui.

As informações são do Cecafé.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.