FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

BDMG opera grande recurso de crédito para setor cafeeiro

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 26/05/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) vai operar um grande recurso de crédito para o setor cafeeiro, de R$ 392 milhões na safra 2020/2021, um aumento de 55% em relação à safra anterior. Os valores foram disponibilizados pelo Ministério da Agricultura, por meio do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). Trata-se do terceiro maior orçamento do fundo no Brasil, atrás apenas de bancos com atuação nacional.

Na safra 2018/2019, o BDMG encaminhou R$ 253 milhões, ou 99,5% dos recursos disponibilizados pelo Funcafé, beneficiando cerca de 2.600 produtores. “Como banco de desenvolvimento, o papel do BDMG torna-se ainda mais imprescindível no contexto dos desafios socioeconômicos causados pela pandemia da covid-19. Estamos focados em uma atuação anticíclica para fornecer mais crédito aos setores estratégicos da economia, como as cooperativas e pequenos produtores da cadeia do café”, afirma o presidente do BDMG, Sergio Gusmão.

Por meio do Funcafé, o BDMG disponibiliza três linhas de crédito. A primeira, Funcafé Comercialização, é voltada para cooperativas de produção, com prazo de 12 meses de pagamento. A segunda linha é a Financiamento à Aquisição de Café (FAC), também com prazo de 12 meses, destinada aos comercializadores e exportadoras, indústrias torrefadoras e de café solúvel, além de cooperativas. Já a terceira linha é focada no financiamento de capital de giro para cooperativas de produção e para a indústria de café solúvel e de torrefação, com prazo de 24 meses para pagamento.

A economia cafeeira de Minas Gerais é a principal do País e uma das maiores do mundo. O estado responde por pouco mais da metade da produção nacional. Segundo análises recentes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a estimativa para este ano em Minas é de produção variando entre 30,7 milhões de sacas e 32,1 milhões de sacas de café, 25% a 30% superior em relação à temporada anterior. Esta alta se deve à bienalidade positiva da cultura e ao aumento na área de cultivo, de 983 mil hectares para mais de 1 milhão de hectares neste ano.

As informações são do BDMG.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.