carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Blogs > Espaço Aberto

Bons cafés para 2017

postado em 06/01/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Por Valéria Vilela*

Minas Gerais, responsável por mais de 50% de todo café produzido no Brasil, teve uma boa florada em 2016, mas de acordo com os dados divulgados pelo CCCMG (Centro de Comércio de Café do Estado de Minas Gerais), a realidade da produção em 2017 deve ser mais modesta. O mesmo sinaliza a Fundação Procafé, que espera uma produção para a próxima safra sendo 20% abaixo da de 2016, mesmo com chuvas durante o período de floração do café, que fizeram com que 80% das lavouras tivessem uma florada parecida, em volume, com a da temporada 2007/2008. Uma florada de preservação da planta e não a produção em grande escala.

A seca prolongada deixou uma deficiência nutricional e houve um grande número de plantas que passaram pelo processo de recepa e esquelatamento. São os dados do diretor regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG) em Guaxupé (MG), Willen Araujo, que destaca que a expectativa dos técnicos e produtores é que muitas destas flores não consigam, efetivamente, produzir frutos.

A questão climática é o fator que está influenciando diretamente - explica o Willen -, pois existe o fato de que a precipitação de chuvas neste período é bem maior e elas podem, em determinadas situações, acabar murchando as flores, tornando o pé suscetível a fungos, momento em que o cafeicultor precisa estar atento. Sendo assim, uma das mais belas floradas dos últimos tempos pode não representar uma safra tão grande como a esperada.

Claudinei Montever, diretor de uma empresa que atua no sul de Minas, no ramo de armazenamento e estocagem de grãos, explica a nova realidade do mercado. O produtor, os compradores, os corretores e as cooperativas, para que consigam manter uma ampla visão do mercado do café, tanto externo quanto interno, começam ampliar o uso de tecnologia para a negociação de safra. O uso de plataformas de negociação de commodities, 100% online e que conecta quem está vendendo com quem quer comprar, seja no mercado interno ou externo, através de operações e salas exclusivas de negociação e intermediação tem aumentado, e o acesso às novas tecnologias amplia a visão do produtor e sua relação com mercado.

E a participação em concursos de qualidades, em que pequenos lotes de cafés especiais alcançam valores diferenciados na saca, atrai cada vez mais uma tendência do mercado consumidor que começa a movimentar a lavoura, confirma Marcos Carvalho presidente da ASSPROCAFÉ (Associação dos Produtores de Cafés Especiais de Cabo Verde - MG).

A intensificação da participação das cafeicultoras no mercado se solidificou, explica a secretária da IWCA (International Women’s Coffee Alliance, em inglês), Marisa Contreras, tendo como objetivo principal criar oportunidades. A IWCA Brasil é um capítulo da Aliança, organização sem fins de lucro que foi criada em 2003 a partir do encontro de mulheres da indústria do café dos Estados Unidos e Canadá com produtoras na Nicarágua. A metodologia da IWCA é o “Success Through Localization”, quer dizer, através da criação de capítulos nos países produtores e consumidores. Atualmente existem capítulos em 15 países.

“Em 2017, além do encontro anual em Belo Horizonte (MG), durante a Semana Internacional do Café, estaremos presentes no fórum “Cumbre Latinoamericana Del Café”, o mais importante evento da América Latina para o setor cafeeiro. Com três dias de formação, conferências, fóruns, workshops, cursos e Expo Fair com temas de interesse para toda a cadeia de produção do café”, finaliza Marisa.

Com perspectivas de um mercado alavancado, que este seja o ano abençoado. Brindemos com café. Amém.


*Valéria Vilela é jornalista especializada no agronegócio com ênfase no mercado de café - cafeemfoco@gmail.com

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade