carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Mercado

Brasil: consumo de cápsulas deve aumentar mais de 100% até 2019

postado em 13/09/2017

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação 

O consumo de cápsulas de café no Brasil deve aumentar mais de 100% até 2019, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Uma das razões para o cenário é o fato das indústrias estarem investindo cada vez mais em máquinas domésticas de fazer café, chamando a atenção dos usuários, que buscam praticidade e conveniência sem perder a qualidade. 

Foto: Lucas Albin/Agência Ophelia
                                 
  Foto: Lucas Albin/Agência Ophelia

Segundo pesquisa elaborada pela Euromonitor Internacional, o segmento de cápsulas apresenta forte tendência entre o público jovem, de 16 a 25 anos, especialmente nas grandes metrópoles. Além dessa constatação, os resultados mostram que o público consumidor está cada vez mais exigente, uma vez que 44% dos que responderam ao questionário estariam dispostos ou muito dispostos a pagar um valor superior por um café de excelente qualidade, mais conhecidos como gourmet.
Para o diretor-executivo da Abic, Nathan Herszkowicz, os dados indicam que o conhecimentos dos apreciadores de café aumentou muito. "Se antes era pouco comum saber reconhecer os tipos da bebida, hoje as pessoas já sabem que o café, assim como o vinho, tem tipos e particularidades que influenciam diretamente no seu sabor, aroma e preço". 
Conforme o diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), Breno Mesquita, hoje em dia quem toma café está optando por bebidas com certificação de sustentabilidade, e é por isso, inclusive, que muitos produtores investem em cursos de capacitação, a fim de aprender sobre a correta utilização dos recursos naturais, controle da lavoura e melhoria técnica. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Johoannes Bader

Dottikon - AG - Suíça - Produção de café
postado em 14/09/2017

Em princípio tudo isso é um crime ecológico. O alumínio não é nada necessário para curtir um bom café. A prudução desse metal consome muita energia e deixa resíduos tóxicos para o meio ambiente. Ainda por cima é uma palhaçada horrível: importar na Suíça o café, por exemplo do Brasil, torrá-lo, moer e encher nas cápsulas e depois exportar isso para o Brasil. Mais um pecado ecológico grande, porque aumenta a poluição. Uma poluição que não seria nada necessária para os brasileiros poderem curtir um bom cafézinho. Mas com todo poder econômico e financeiro que a Nestlé tem ela pode fazer cada bobagem.
E ainda não falamos do preço. Quanto um quilo desse "Café aluminizado" custa? Nespresso se vende como algo de "lifestyle". Então, quem quiser se sentir melhor na sociedade, tem de beber Nespresso.
E mais: alumínio favorece Alzheimer...

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade