FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Maturador: qual o impacto dele na qualidade?

LEONARDO CUSTÓDIO

EM 14/04/2020

2 MIN DE LEITURA

1
3

Um dos fatores mais importantes e determinantes na safra do café é a uniformidade da maturação, pois é nesse momento que se define o rendimento da colheita tanto na parte de defeitos na catação, quanto na quantidade de sacas a serem colhidas, e o principal, na maioria das vezes, na qualidade da bebida.


Foto: Leo Custódio

Existem critérios importantes que definem a uniformidade da maturação, como, por exemplo, manejo adequado, variação climática, floração e altitude, que são responsáveis e influenciam nas gemas reprodutivas. Quando a floração não é uniforme em um ramo, o cafeeiro apresenta frutos maduros, verdes, passas e secos.

Quando falamos em qualidade do café logo pensamos em frutos maduros, uniformes, bebidas doces, limpas, elegantes e com finalizações prazerosas. Sei que hoje se o produtor quiser produzir 100% de café especial, ou seja, com notas acima de 80 pontos, é quase impossível para um grande produtor, pois os custos ficam inviáveis por exigir de 2 a 3 colheitas seletivas, entre outros fatores. Já para o pequeno produtor que utiliza mão de obra familiar a chance é bem maior de conseguir produzir grãos com qualidade.


Foto: Leo Custódio

Muitos produtores me perguntam se o maturador é bom ou ruim e se é possível fazer qualidade usando-o. Defendo que, para o grande produtor, vejo o maturador como uma ótima ferramenta, não para fazer super cafés pontuados, com características frutadas, mas para ajudar no rendimento e na uniformidade da maturação, antecipação da colheita e evitar o repasse, por exemplo.

Em minha opinião, o café é semi-climatérico, pois é uma semente viva, ela respira mesmo depois de ser colhida, respeitamos seu ciclo fisiológico com tempo de granação e maturação no time da colheita, é onde conseguimos obter resultados de uma boa bebida.

Quando o maturador é utilizado, aumenta a produção de etileno, fazendo com que a pigmentação da casca fique com característica de fruto maduro, mas é só por fora, pois internamente carrega a herança do fruto verde. Dessa forma, na bebida se destaca o alcaloide, na degustação os provadores sentem o ataque e adstringência que seca a mucosa e traz um leve amargor. Quando torrado, alguns grãos chegam a ficar mais claros do que outros, os chamamos de quaker, não é sempre que conseguimos identificar, e na bebida algumas vezes sentimos o sabor de um leve amendoado.


Foto: Leo Custódio

Lavouras que utilizam o maturador, a probabilidade é que 80% dos cafés possuam características de bebida dura ou duro-verde. Em algumas regiões onde ele foi utilizado no processo cereja descascado, também não teve evolução significativa na bebida, relacionada a pontuação. Lembrando que o maturador é uma excelente ferramenta de trabalho, em algumas regiões funciona para obter maior número de grãos cereja, menor número de café de varreção e libera mais rápido o cafeeiro.


Foto: Leo Custódio

Este ano irei observar o maturador na cafeicultura de montanha. Vamos fazer uma seletiva do terço superior, logo em seguida aplicar o maturador no terço médio para fazer a segunda passada.

O café em que o maturador foi utilizado, é interessante fermentar?


Foto: Leo Custódio

Já acompanhei alguns cafés fermentados que tiveram aplicação do maturador. Além de terem uma aceleração da senescência da semente, percebi que na bebida eles escondem o ataque do alcaloide, vamos ter bebidas frutadas com acidez média, cítrica, porém com pouca doçura e finalização herbal, vegetal, com leve adstringência.

LEONARDO CUSTÓDIO

Técnico em Cafeicultura, supervisor de qualidade da empresa Agro Fonte Alta, Q-Grader e mestre de torra

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUIZ FERNANDO DOS SANTOS ROCHA

CAMPESTRE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 10/07/2020

Muito bom o artigo Leo, acredito que o uso de maturadores é algo "novo" para grande parte dos produtores de nossa região, acredito firmemente na importância do valor nas informações repassadas com os resultados de suas pesquisas e experiências. Parabéns
CaféPoint AgriPoint