FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Justo e para todos!

POR ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

ULISSES FERREIRA

EM 02/05/2019

0
1

Por Ulisses Ferreira

A cafeicultura é responsável pela geração de emprego, renda e desenvolvimento em diversas cidades brasileiras e sem dúvida foi por muitos anos uma das principais alavancas para o crescimento econômico e social do Brasil. Mas no País que mais produz café e que é o segundo maior consumidor de cafés no mundo, o fruto não é capaz de remunerar de forma justa todos aqueles que participam dessa importante cadeia produtiva.

É fato que a produção de café tem se transformado de forma acelerada com a entrada de novas tecnologias e maquinários, a expansão de novas áreas, a pesquisa e a assistência técnica, o que resultou em um salto tecnológico que impacta todos aqueles que cultivam o produto, proporcionando aumento na produção, produtividade e qualidade. Porém, essa evolução muitas vezes é aproveitada apenas por agentes externos a atividade produtiva.

Produzir e consumir café deveriam ser os principais negócios, ou seja, aqueles responsáveis por movimentar todo o bilionário setor cafeeiro é que deveriam ser beneficiados pelos avanços tecnológicos com melhor qualidade na mesa e preços mais justos no campo. Afinal, são milhões de produtores e bilhões de consumidores no mundo todo.

Na prática isso não acontece. Em interessante artigo publicado em 2014, intitulado “Produtores, intermediários e consumidores: o enfoque da cadeia de preços”, o economista e professor da PUC SP, Ladislau Dowbor, já relatava os desequilíbrios das cadeias produtivas e a dificuldade de produtores e consumidores se conectarem em busca de maior sustentabilidade na produção e consumo.

No artigo, o professor relata a prática de intermediários “atravessadores” aqueles que lucram na cadeia produtiva sem entregar valor algum, sendo esses completamente desnecessários. No caso do café, além da existência de intermediários “atravessadores”, a grande concentração da indústria e a existência de especuladores faz com que o produtor e o consumidor sejam meros expectadores no mercado, com pouco ou nenhum poder de decisão.

Para mudar essa realidade é fundamental uma aliança entre consumidores e produtores em busca de maior sustentabilidade e justiça. A força de bilhões de consumidores conscientes e a união de produtores éticos e responsáveis é a única alternativa para modificar o cenário de crise de preços pagos ao produtor e entrega de produtos de qualidade duvidosa produzidos sem respeito ao meio ambiente, às pessoas e a seus fornecedores.

Neste contexto seria natural que movimentos de comércio justo ganhassem cada vez mais força, entretanto, me impressiona ver no Brasil a baixa adesão de cafeterias, micro torrefações, pesquisadores, especialistas e consumidores a este movimento.

No Brasil, temos milhares de famílias de cafeicultores buscando produzir de forma sustentável, melhorando a qualidade do produto, impulsionando o desenvolvimento da comunidade e contribuindo para a formação da próxima geração de cafeicultores, mas são raras as iniciativas de empresas que buscam conhecer e valorizar esses produtores.

A festa do café é linda. Todo ano dezenas de encontros, feiras e eventos destacam e ostentam o quão rico é o chamado ouro verde, precisamos incluir a grande massa de produtores nesta festa.

ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

Administrador, especialista em cafeicultura sustentável, Diretor do Departamento de Desenvolvimento e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Botelhos e consultor de associações e certificações agrícolas.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.