ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Sistemas de aplicação de herbicidas para controle do mato, no pós-plantio do cafeeiro

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

FOLHA PROCAFÉ - JOSÉ BRAZ MATIELLO E EQUIPE

EM 31/01/2018

10
2

Problemas, temores e até restrições no uso de herbicidas pra controle do mato ocorrem nos cafeeiros jovens no primeiro ano pós-plantio. No entanto, com técnicas corretas, este sistema de controle químico tem se mostrado o mais eficiente e econômico. 

Em cafeeiros jovens, a concorrência do mato se estabelece de forma mais prejudicial, porque as plantas de café ainda são pequenas, possuem poucas e superficiais raízes, e o mato se desenvolve junto à linha, próximo às plantas, aproveitando a área livre não sombreada. Ali as ervas são favorecidas pelo adubo e pela umidade mais presentes no sulco, junto às plantas. Assim, o mato pode concorrer em nutrientes, em água e em luz com as plantas novas de cafeeiros.

O sistema tradicional de controle do mato em pós-plantio do café tem sido o que se chama de trilhamento, limpando uma faixa junto à linha de cafeeiros. Comumente, o processo é feito usando enxada. Esta é, no entanto, uma prática onerosa. Além disso, ao remover o mato, deixa o solo muito exposto ou rapado. A capina pode, ainda, causar ferimento nas plantas, e também existe o risco de cortes de mangueiras, quando com irrigação de gotejamento. 

Para o uso de herbicidas, visando rapidez, eficiência e economia, sem causar problemas de fito-toxidez às plantas jovens de café, pode-se adotar três sistemas básicos:

1º) Usar herbicidas seletivos nos cafeeiros jovens, sendo mais usada uma mistura de Verdict ou Select (para folhas estreitas) com Clorimuron (folhas largas), na base de 500 a 800 ml dos primeiros e de 100 a 200 g/ha do último, com melhor desempenho com mato mais novo.

2º) Depois do solo limpo ou com pequena cobertura de mato novinho, usar, em jato dirigido, cerca de 3 a 4 litros do herbicida Goal, para ação principal em pré-emergência. No mesmo sistema, caso existam ervas um pouco maiores, pode-se adotar uma mistura do Goal com herbicidas seletivos citados anteriormente, trabalhando também com jato dirigido, procurando não atingir o topo das mudas novas.

3º) Usar os herbicidas normais, como os de base de Glifosato ou a combinação com outros mais específicos pra ervas folhas largas, nesse caso com cuidado maior na proteção, usando barras ou carrinhos aplicadores, ou baixando bem o mato e aplicando com bico espuma ou proteção com chapéu de Napoleão. Nesse caso, o tamanho do mato pode ser maior.

Uma última lembrança: plantas novas de café com mato ficam pernaltas, fracas e amareladas, com maior ataque de cercospora e de bicho mineiro. Portanto, no terreno limpo elas apresentam melhor aproveitamento dos adubos aplicados e da água disponível. Assim, crescem mais e se formam de modo mais uniforme, alcançando a primeira safra com maior potencial produtivo.

10

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CLAUDINEY GONÇALVES

IBAITI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 05/02/2018

Excelente artigo...Sou do Norte Pioneiro do Paraná e plantei em março de 2017 cerca de 17.000 pés...A plantação é nova e temos que ter muito cuidado...Parabenizo a cafepoint por esse tipo de reportagem.... Muito Obrigado
CLAUDINEY GONÇALVES

IBAITI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 05/02/2018

Excelente artigo...Sou do Norte Pioneiro do Paraná e plantei em março de 2017 cerca de 17.000 pés...A plantação é nova e temos que ter muito cuidado...Parabenizo a cafepoint por esse tipo de reportagem.... Muito Obrigado
RODRIGO

MUNIZ FREIRE - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 01/02/2018

Boa noite, Matiello. Esses produtos faz efeito significativo em ervas daninhas acima de 800 metros de altitude?
JOSÉ BRAZ MATIELLO

MACAPA - AMAPÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/02/2018

Sim, eles fazem efeito conforme o tipo de erva, de fls estreitas ou largas, em qualquer clima. O melhor efeito se dá quando as ervas nãoo estão muito velhas. Matiello
GUILHERME CEZAR DA SILVA

CÁSSIA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 01/02/2018

recomenda-se o clorimuron bla, ele é muito bom msm,, mas porque ele não tem registro para café ??
Inda mais quando temos que assinar um receituario agronomico, se nao tem registro para café nao pode ser assinado, o que fazer ??
JOSÉ BRAZ MATIELLO

MACAPA - AMAPÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/02/2018

O clorimuron Nortox é sim registrado para café. Pode procurar por le no ADAPAR, na internet onde pode ver. Matielllo
EM RESPOSTA A JOSÉ BRAZ MATIELLO
GUILHERME CEZAR DA SILVA

CÁSSIA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 05/02/2018

O nortox eu achei sim Matiello, agora o verdict que nao vi registro.

Parabéns boa pesquisa, e esse assunto de mato na saia do café 97% dos produtores tem muita dificuldade no manejo da lavoura, desde do plantio até a adulta.
FERNANDO COUTO DE ARAÚJO

SERRA DO SALITRE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 01/02/2018

Prezado Marcelo, parabéns pelo artigo! Bem objetivo e esclarecedor!
Na aplicação de Verdict + Clorimuron via pulverização sobre as plantas jovens do cafeeiro, ocorre em torno de qual percentual de fitotoxidez? Neste caso o cafeeiro fica travado durante qual período? Ou esta aplicação é recomendada apenas em jato dirigido com proteção?

Obrigado e bom trabalho!
JOSÉ BRAZ MATIELLO

MACAPA - AMAPÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/02/2018

O clorimuron Nortox é sim registrado para café, pode ver na internet no ADAPAR. Matiello
RAY SANTANA

EM 14/02/2018

você bate ele em cima do café ?