ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

CoE: café da categoria Naturals é vendido por mais de R$ 39 mil

PRODUÇÃO

EM 08/12/2017

0
0
Por Camila Cechinel

O café catucaí-açu, produzido na Fazenda Camocim, em Domingos Martins, nas  Montanhas do Espírito Santo, pelo cafeicultor Henrique Sloper de Araújo, campeão do Cup of Excellence - Brazil 2017 na categoria Naturals, foi vendido pelo maior preço da história pago pelo fruto colhido e seco com casca na competição, em leilão realizado na última quinta-feira (07), pela internet. 

Foto: Divulgação
                                                  Foto: Divulgação

De acordo com informações da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), instituição responsável pela realização do concurso, o café campeão foi dividido em dois lotes: o primeiro foi arrematado por US$ 90,20 por libra peso, valor que corresponde a R$ 39.213,40 (US$ 11.931,66) por saca de 60 kg pelas empresas Maruyama Coffee, TOA Coffee e Sarutahiko Coffee, todas do Japão. O segundo foi negociado por US$ 80,30 por libra peso, que é igual a R$ 34.909,48 (US$ 10.622,08) por saca.
Para Araújo, os resultados obtidos por seu café orgânico tanto no concurso quanto no leilão é motivo para celebrar: "esse efeito nos dará a chance de expandirmos a consciência sobre a agricultura biodinâmica e, com sorte, atrair mais produtores para se unirem a nós". À frente da BSCA nos últimos cincos anos, o produtor só participou da disputa em 2016, quando foi desclassificado na final da competição que aconteceu no Paraná, e em 2017, onde venceu o evento com o café catucaí-açu, mesma espécie da bebida eliminada no ano passado. 

"Sendo a primeira vez que chegamos a esta fase do CoE, ficamos surpresos com todo o processo e com o valor atingido. Também estamos muito felizes que este lote tenha sido comprado por nossos grandes amigos no Japão”, disse. Com o prêmio, o produtor informou que investirá na Fazenda, para evoluir ainda mais em sua forma de cultivo biodinâmicos. 
Segundo a diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, o resultado alcançado em mais essa edição do principal concurso de qualidade para grãos especiais, incluindo o maior valor pago por uma saca de café natural no mundo, evidencia a crescente qualidade do produto nacional: “é um prazer mostrar ao mundo a qualidade dos nossos cafés naturais. É mais um paradigma do mercado de café especializado que podemos romper. Podemos dizer que o Brasil tem excelentes cafés. O Brasil tem cafés naturais fantásticos e especiais”, disse. 

A categoria “Naturals” do Cup of Excellence – Brazil 2017 teve 32 vencedores, que foram adquiridos por 28 empresas originárias de mercados tradicionais, como Alemanha, Austrália, Brasil, Estados Unidos, Japão e Noruega, e de emergentes no consumo de café, como Arábia Saudita, China, Coreia do Sul e Taiwan. Todos os lotes ofertados foram arrematados no pregão, gerando uma movimentação financeira total de R$ 1.238.278,96 (US$ 376.777,41), a um preço médio de US$ 11,56 por libra peso, ou R$ 5.025,58 (US$ 1.529,16) por saca, que também é recorde em reais no concurso. Para ver o resultado completo do leilão clique aqui

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.