FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Ramos velhos de cafeeiros esqueletados brotam mal

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 30/03/2016

4
0
Por José Braz Matiello – engenheiro agrônomo da Fundação Procafé

Observações de campo têm mostrado que ramos laterais grossos e velhos quando cortados curtos, pela poda de esqueletamento em cafeeiros, brotam mal ou não brotam deixando, assim, de emitir novos ramos laterais.

O uso da poda de esqueletamento tem sido muito ampliado nos últimos anos pelas vantagens que esse tipo de poda oferece, pela renovação da ramagem, pela possibilidade de programação e da redução dos custos da produção de café.

Na adoção do esqueletamento ou desponte são importantes a época mais cedo, a altura de corte do tronco mais alta e, no que se refere a distancia lateral de corte da ramagem, ela pode ser mais curta (20-30 cm) ou mais longa, esta na forma de um desponte.

Os problemas de dificuldade na brotação da ramagem têm sido verificados no caso de distâncias de poda mais curtas, normalmente indicadas onde existem muitos ramos laterais nas plantas e onde se deseja desembatumar a ramagem excessiva. Ocorre que em condições de plantas que sofrem o esqueletamento pela primeira vez, especialmente na parte baixa dos cafeeiros, a poda curta encontra muitos ramos grossos e velhos. Estes ramos, quando cortados curtos, expõem porções de ramos muito velhas com a casca suberificada e, talvez por isso, com poucas ou sem gemas novas capazes de brotarem novos ramos laterais, o que seria o desejado.


Foto: Procafé
Porções muito grossas e velhas de ramos laterais de cafeeiros brotam pouco quando cortadas curtas, pela poda de esqueletamento, deixando “buracos” nas plantas

Com a pouca ou nenhuma brotação dos ramos podados perde-se parcialmente a recomposição da ramagem esperada para cobrir aquelas partes do cafeeiro onde os novos ramos são mais necessários, deixando, assim, “buracos” na copa das plantas.

Desse modo, na indicação da poda de esqueletamento, caso a condição da parte baixa do cafeeiro se encontre com ramos velhos e grossos deve-se considerar o uso de distâncias maiores da poda lateral, para que ela venha a cortar porções de ramos mais novos.

Foto: Procafé

Detalhes da ausência de brotações em ramos grossos com corte curto (acima) e ramos finos, novos, com boa brotação na mesma planta (abaixo)
 
Foto: Procafé

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOAO PAULO CARNEIRO DE CARVALHO

INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 29/05/2016

São João da Boa Vista - S.P.  --   João Paulo  -  consultor  Agrovecal

Parabéns pelo belíssimo trabalho que novamente contribuindo para nossa cafeicultura.

Muito obrigado.
MOUZER MESSIAS SANTOS

CRISTAIS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/04/2016

É isso ai Matiello, parabéns mesmo...!
MÁRCIO HENRIQUE SILVA

JURUAIA - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/04/2016

Meus parabéns a vc Matiello pelo excelente trabalho técnico no Procafé.
JOÃO BATISTA VIVARELLI

DIVINOLÂNDIA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 31/03/2016

Engº Agrº José Braz Matiello, um ícone da cultura cafeeira, sempre com artigos de relevante importância para os produtores, técnicos, consultores, etc.

Artigo excelente.