FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Manejo adequado do mato pode auxiliar na produtividade do café

POR EQUIPE CAFÉPOINT

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 16/02/2021

2 MIN DE LEITURA

1
0

Entende-se por mato o conjunto de plantas que se desenvolvem no cafezal de forma espontânea e que, após a implantação da lavoura, podem competir com o cafeeiro por água, luz e nutrientes. Por outro lado, se for manejado adequadamente, pode trazer benefícios para o café.

Características do mato

O mato é de ocorrência bastante diversificada com relação ao tipo e características (folhas estreitas ou largas), ciclo de vida (anual ou perene), modo de reprodução (vegetativo, por sementes ou ambos) e hábito de crescimento (rasteiro, ereto, trepador).

Evolução do manejo de mato

No passado, considerava-se que o mato era altamente prejudicial à cultura do café. Sua eliminação era desejada a todo custo, inclusive com a utilização de implementos que hoje não devem ser utilizados, como grades niveladoras, roçacarpas, enxadas rotativas, ou seja, como se a manutenção da cultura sempre no limpo fosse a única alternativa técnica e economicamente aceitável.

Pesquisas mostram que o mato pode ser benéfico ao cafezal se for corretamente manejado, promovendo melhor cobertura do solo e resultando em maior infiltração de água, redução da erosão, manutenção da temperatura e da umidade do solo, reciclagem de nutrientes, aumento do teor da matéria orgânica e consequente melhoria da fertilidade. Além do mais, o mato serve de abrigo aos inimigos naturais das pragas do cafeeiro.

A importância do manejo do mato

Na condução do cafezal, o manejo inadequado do mato pode levar à perda de vigor, redução do crescimento e consequente diminuição da produtividade e longevidade da lavoura. Os prejuízos causados irão depender de alguns fatores, como: espécie do mato, intensidade de infestação, local e distribuição da infestação (linha de plantio ou entrelinhas), duração do período de infestação, idade e estado nutricional do cafeeiro, época do ano (chuvas ou seca). Os nutrientes mais extraídos pelas plantas daninhas são, em ordem de importância: nitrogênio (N), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg) e fósforo (P).

Por serem as espécies que constituem o mato mais adaptadas e mais competitivas, é fácil concluir que têm maior facilidade que o cafeeiro para, num mesmo espaço, crescerem e competirem pelos mesmos nutrientes. No caso de cafeeiros novos ou recepados, se o mato cresce sem um manejo adequado, acontece a concorrência pela luz e o abafamento, causando estiolamento. Em cafeeiros adultos, a proximidade do mato prejudica o desenvolvimento da saia.

Na ocorrência de veranicos ou no período da seca, o mato mal manejado e em alta infestação pode provocar amarelecimento, murchamento e perda de folhas pelo cafeeiro. No período chuvoso, quando é mais rápido o crescimento do mato, torna-se necessário o seu controle com maior frequência, pois coincide com as épocas de maior demanda por nutrientes, devido ao maior crescimento vegetativo, à floração e ao desenvolvimento dos frutos.

As informações são do Manual do Café - Manejo de Cafezais Em Produção – EMATER – MG – 2016.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

THIAGO PLASAUTO

EM 18/02/2021

Verdade. Se atrasar um pouquinho no manejo, fica muito mais difícil de controlar as daninhas.

O melhor é roçar antes das chuvas, pois nesse período o mato cresce muito mais rápido e toma conta da lavoura. Já vivenciei isto.
CaféPoint AgriPoint