ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Especialista destaca importância da tecnologia no manejo da produção cafeeira

POR EQUIPE CAFÉPOINT

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 01/07/2022

1 MIN DE LEITURA

0
0

Nessa semana ocorreu a 10ª edição do NutriExperts, evento voltado a consultores agronômicos de todo o País e da América do Sul, com o intuito de avaliar os efeitos da seca e geada e o futuro da cafeicultura. 

O evento contou com a participação do professor José Donizeti Alves, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), que abordou o tema "Vencendo as barreiras fisiológicas na produção de café". Ele resgatou a história do café e levantou alguns pontos que ainda trazem dificuldade para o produtor. Entre os fatores que determinam o nível de produtividade, José Donizeti ressaltou que o momento é de muita pressão para o cafeicultor, mas que com o manejo eficiente os problemas podem ser minimizados. 

"Quando a pressão do ambiente é muito grande, a tendência do cafeeiro é de trabalhar ‘contra’ o produtor e produzir pouco. Se o ambiente é bom, o pé de café vai responder e, nesse cenário, precisamos falar de clima e manejo. O produtor precisa ter a consciência de que nem sempre o que é comum é normal e, com isso, usar as tecnologias eficientes para suporte", completou. 

O especialista destacou a importância da participação efetiva de técnicos e engenheiros agrícolas para vencer as barreiras fisiológicas e diminuir o máximo possível o potencial de perda. "É preciso rever o passado para entender o presente e projetar o futuro. O café tem alguns problemas de ‘fabricação’, de origem e alguns que não foram solucionados. Mas ainda assim é possível usar tecnologia, manejo e bons produtos", complementou. 

Muito tem se falado no mercado de café do tamanho da safra de 2022, que ainda é incerto, e a colheita avança com passos mais lentos. Para o professor, uma produção que seja sustentável economicamente precisa ter no mínimo 25 sacas por hectares. "Se produzir menos que isso certamente não está tendo uma produção sustentável e para produzir mais do que isso, nessas condições, é preciso vencer as limitações também agronômicas", concluiu.

As informações são do Notícias Agrícolas.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint Logo MilkPoint Ventures