ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Em cafeeiros novos, capina rapada é inadequada

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 23/01/2019

0
0

Em cafezais novos em fase de formação, a linha de cafeeiros deve ser mantida mais no limpo, com mato bem controlado para evitar concorrência das ervas daninhas que prejudicam o desenvolvimento das plantas novas de café. No entanto, capina mal feita também pode causar prejuízos.

Vários tipos ou sistemas de controle do mato podem ser utilizados em lavouras novas de café. Muito comum em lavouras mais extensivas é o uso de controle com herbicidas específicos, seletivos, ou mesmo os normais, estes com jato bem protegido. Nas propriedades menores e em regiões montanhosas é muito adotado o sistema de capina manual com enxada, para controle do mato na linha de cafeeiros. Este tipo de controle é denominado de trilha da lavoura.

Mesmo sendo a capina com enxada o tipo de controle do mato mais antigo – portanto bem conhecido entre os trabalhadores – não prescinde de racionalidade. No campo é muito comum observar o que se chama de capina rapada. Nessa capina o trabalhador corta o mato pelas raízes com a enxada e esse mato, junto com um pouco da terra superficial, é arrastado para as laterais, ficando o solo limpo e rapado, dai o nome da capina.

A capina rapada é contraindicada por deixar o terreno muito limpo e desprotegido, o que pode reduzir a infiltração de água das chuvas. Além disso, pode arrastar para longe das plantas novas de café o próprio mato capinado (que serviria de cobertura morta) e a terra superficial, onde pode haver resíduos de adubos e defensivos de solo ainda disponíveis.

A capina rapada é feita com o trabalhador manejando a enxada de cima pra baixo, quando a capina ideal seria operando em nível, andando lateralmente e deixando o mato e a terra solta no local capinado, não arrastando os mesmos pra fora da linha capinada.

A alegação de que deixando o mato capinado no mesmo local faria com que as ervas voltassem a pegar no terreno não procede, pois isso só aconteceria em dias de chuva, situação em que a capina não deve ser praticada.

Para finalizar, aproveita-se para acrescentar alguns aspectos a observar, importantes na eficiência da operação de capina manual. Primeiro é indicado trabalhar com enxada bem afiada e com mato mais baixo, para maior rendimento. O solo não deve estar nem muito seco e duro, nem muito úmido. Junto às plantas novas de café, o mato deve ser arrancado com cuidado, de preferência com as mãos para evitar ferimentos no tronco das plantas pela enxada.


Na capina rapada, o mato e parte da terra solta pela enxada é arrastada pra fora da linha, deixando o terreno muito limpo e rapado. Pode-se ver, à direita, detalhe de pequena leira formada por este arrastio.


Na capina rapada, o trabalhador opera a enxada de cima pra baixo no declive. Ele capina e arrasta os resíduos (ervas e terra solta) pra fora da linha de cafeeiros.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.