FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Em 3ª estimativa Conab aponta colheita de 49,64 milhões de sacas

POR EQUIPE CAFÉPOINT

PRODUÇÃO

EM 21/09/2016

1 MIN DE LEITURA

3
0
Da redação

A terceira estimativa da safra 2016 de café, divulgada nesta quarta-feira (21/9) pela Companhia Nacional de Abastecimento - Conab, prevê que o país deverá colher 49,64 milhões de sacas de 60 quilos de café beneficiado. O dado representa um leve recuo em relação à estimativa anterior, que apontava expectativa de 49,67 milhões de sacas de 60 quilos do produto beneficiado.
O resultado representa um acréscimo de 14,8%, se comparado à produção de 43,24 milhões de sacas obtidas em 2015. Quanto à área plantada, totaliza 2,22 milhões de hectares e é 1,3% menor do que a registrada em 2015. Desse total, 270 mil hectares (12,2%) estão em formação e 1,95 milhão de hectares (87,8%) em produção.

Arábica
O café arábica representa 83,2% da produção total do país e estima-se que sejam colhidas 41,29 milhões de sacas nesta safra, que é de ciclo de bienalidade positiva. Isso representa um acréscimo de 28,8% em relação à safra passada, resultado, principalmente, do aumento de 45,5 mil hectares da área em produção e às condições climáticas favoráveis.

A área total dessa variedade, no entanto, tem estimativa de redução de 0,6% (10,5 mil hectares) em relação à safra anterior, ficando em 1,76 milhão de hectares - o que corresponde a 79,11% das lavouras de café do país. Minas Gerais concentra a maior área plantada de café arábica no país: 1,18 milhão de hectares.

Conilon
A produção do conilon, que representa 16,8% do total do país, está estimada em 8,35 milhões de sacas, o que aponta uma redução de 25,3% em relação à safra passada. O resultado deve-se à redução de 4% na área em produção e, sobretudo, à seca e à má distribuição de chuvas por dois anos consecutivos nos estágios de florescimento, formação e enchimento de grãos no Espírito Santo, maior produtor da espécie.

Para a área total plantada, estimada em 463,7 mil hectares, o levantamento indica redução de 3,8%. Desse total, 424,7 mil hectares estão em produção e 39 mil hectares em formação. No Espírito Santo está a maior área plantada, com 286 mil hectares.
 

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ALEXANDRE CASTRO CAMBRAIA

OLIVEIRA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 26/09/2016

O que dizer...Pobre produtor rural...refém como sempre do mercado e das grandes multinacionais que o dominam...

Café só dá dinheiro para atravessador e para a industria!!! O mercado está dando um tiro no próprio pé!!! Pra mim já chega!!! Cansei de tomar de 7x1 da Alemanha!!! Agora vou torrar e industrializar meu próprio café!!! Vender commodities nunca mais!!!! ACORDE PRODUTOR!!!! Com poucos recursos, vc pode fazer o mesmo!!! Não precisa investimentos milionários!!! Veja o exemplo do produtor que venceu o coffe of the year!!! Chega de ser cobaia de multinacionais e do mercado!!!
IURI PAGUNG PAGOTTO

RIO BANANAL - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 22/09/2016

Piada?!? Só pode ser! Quebra de 25 % na safra de conilon? Deve haver muitas multinacionais por trás daquilo que a conab divulga, números totalmente sem noção! Mas umas vez a conab acabando com os pequenos agricultores que são aqueles que dependem da venda mais rápida logo após a colheita, pois não tem aquele apoio financeiro que os grandes tem para poderem segurar sua safra até a melhora dos preços que só ocorre no final ou início do próximo ano! Parabéns a conab por facilitar mais uma a falência dos já desesperançosos pequenos agricultores capixabas já à muito desiludidos pela seca mais que severa que nós enfrentamos!
MARIO DORNELLES DE ALVARENGA

PERDÕES - MINAS GERAIS

EM 22/09/2016

O que dizer?A quebra do conilon foi compensada por um   brutal aumento da produçao de arabica,41,29 milhoes de sacas!A conab fornece o numero que o mercado quer,vamos aguardar,e ver todo este cafe aparecer no fisico!
CaféPoint AgriPoint