carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Produção

Durante a SIC, governo mineiro lançará o Geoportal do Café

postado em 22/08/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

Com o objetivo de mapear todas as áreas de cultivo do café em Minas Gerais, com inserção de dados socioeconômicos e geoespaciais para auxiliar políticas públicas e investimentos de toda cadeia produtiva, o governo do estado está desenvolvendo o Geoportal do Café, plataforma que deve ser lançada em Belo Horizonte durante a Semana Internacional do Café (SIC), que ocorrerá de 25 a 27 de outubro. 

Foto: Alexia Santi/Agência Ophelia
                                Foto: Alexia Santi/ Agência Ophelia

Na ocasião, haverá um workshop onde será mostrado o trabalho em andamento. Entretanto, a conclusão do mapeamento, que traz informações dos 451 municípios listados como produtores de café pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater/MG), está prevista para março de 2018. 

Com o Geoportal do Café, o agricultor conseguirá localizar a propriedade nas glebas de café, fundamental para melhorar o planejamento e a gestão da atividade. Para os gestores municipais e estaduais, os dados levantados e disponibilizados facilitarão o direcionamento de ações para todas as regiões.

Segundo o coordenador técnico estadual de Planejamento da Emater/MG, Edson Logato, com o mapeamento haverá menos especulação de preço pelo mercado, fornecendo uma estimativa de safra mais exata. A plataforma é a primeira fase do Observatório da Agricultura, considerando um projeto ainda mais amplo para contemplar as principais cadeias produtivas. 

"Na coleta de informações já foram mapeados, por imagem de satélite, o Sul, a região do Cerrado e o Norte de Minas Gerais. Atualmente estão sendo mapeadas as demais regiões produtoras de café", disse. 

O mapeamento do parque cafeeiro de Minas Gerais trará, com exatidão, o que o estado tem de café irrigado. Hoje, o número estimado está em 10% da área plantada, que ultrapassou 1,2 milhão de hectares em 2016.

A criação da plataforma tem a participação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/MG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com parceria da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e da Fundação João Pinheiro (FJP).

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade