carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Produção

Chuvas ficam abaixo da média em municípios do Cerrado Mineiro

Por Equipe CaféPoint (CaféPoint)
postado em 20/01/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

O município de Araguari, no Cerrado Mineiro, registrou déficit hídrico no último mês, na análise dos engenheiros agrônomos da Fundação Procafé. No Boletim de Avisos Fitossanitários Alto Paranaíba / Triângulo Mineiro relativo a dezembro de 2016, a Fundação apontou que “as chuvas ficaram abaixo da média para Patrocínio e Araguari, de forma mais pronunciada para Araguari, onde houve somatório de precipitação para dezembro com 157 mm abaixo da média normal”.

A ocorrência, atípica para Araguari segundo a Procafé, ocasionou déficit hídrico de 5 mm na região. Para os cafeicultores irrigantes, que são a grande maioria em Araguari, a equipe orienta que se deve proceder às irrigações até meados de janeiro, se as chuvas não normalizarem.

Já nos municípios de Araxá e Patrocínio não se configurou déficit hídrico, inclusive havendo excedente em Araxá, devido às chuvas ficarem acima da média normal. As temperaturas médias continuam acima da média para Araxá (1ºC) e Patrocínio (0,7 ºC) e abaixo da média histórica para Araguari (0,1ºC).

Irrigação
O crescimento vegetativo é intenso nesta fase fenológica do cafeeiro, desde que exista disponibilidade de água no solo. Por isso, a Procafé indica que a irrigação deve continuar plena em Araguari, para suprir o déficit hídrico, evitando problemas para a produtividade na próxima safra. Por outro lado, em Patrocínio e Araxá não há necessidade de irrigação no início até meados de janeiro, devendo-se acompanhar as chuvas neste período.

Doenças e pragas
Com relação às doenças e pragas, a presença de folhas infectadas com ferrugem em algumas regiões demonstra o início de ciclo evolutivo da doença. Considerando as condições favoráveis para a evolução da ferrugem e o mecanismo de ação dos fungicidas, os agrônomos explicam que é recomendável o monitoramento e se necessário a pulverização com fungicida sistêmico protetivo/curativo específico para esta doença.

Nas avaliações de bicho-mineiro e phoma foram detectados índices de infestação e infecção nos talhões de Patrocínio e Araguari. Também em Araguari os índices de ácaro vermelho estão em 4,0%. Veja os detalhes no quadro produzido pela Fundação Procafé, abaixo:
 
Quadro: Fundação Procafé

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo

Equipe CaféPoint    São Paulo - São Paulo

Mídia especializada/imprensa

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade