carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Produção

Baixos ganhos dos cafeicultores reduzem a oferta do grão no mercado

postado em 06/10/2017

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

Cafeicultores de todo mundo têm ganhado tão pouco com a produção de café que, muito provavelmente, poderão abandonar suas lavouras, colocando em risco o abastecimento futuro em um momento de demanda crescente no mercado. A afirmação é do diretor executivo da Organização Internacional do Café (OIC), José Sette, feita à agência de notícias Reuters.

Foto: Érico Hiller/ Café Editora
                                        Foto: Érico Hiller/ Café Editora

Segundo o executivo, os baixos ganhos dos envolvidos do setor têm reduzido a oferta do grão no mercado, enquanto que a demanda cresce cerca de 2% ao ano com um aumento no consumo dos mercados emergentes. "Se os agricultores não são bem remunerados e incentivados a plantar café, então, em algum momento do futuro, podemos ter dificuldades em obter a quantidade que precisamos, porque a demanda está crescendo de forma constante", disse Sette.

Para o diretor,  os produtores precisam estar convencidos de que vale a pena sua paciência, levando em conta que são necessários investimentos de longo prazo na produção do grão.

O Rabobank, um dos maiores bancos especializados em commodities do mundo, estimou no mês passado um déficit global de café em 2017/2018 de 6,1 milhões de sacas em meio ao aumento da demanda. Além disso, os sinais de estreitamento da oferta são evidentes no Brasil, que é o maior produtor de café do mundo, e onde os estoques caíram bastante. 

"Muitas vezes, especialmente nos países consumidores, há uma grande ênfase em sustentabilidade ambienta, mas não há ênfase correspondente na sustentabilidade econômica", disse o executivo da OIC.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

eli valera nabanete

Marumbi - Paraná - Produção de café
postado em 06/10/2017

Muito bom o artigo, expressando a dura realidade dos cafeicultores. 
Não temos a quem recorrer, pois o clima derruba os preços, o dólar derruba os preços, a Coréia derruba os preços, o Triumph derruba os preços. Quem fará aumentar?

Wilhia Tinow

OUTRA - OUTRO - OUTRA
postado em 06/10/2017

Ufaaaa...
Pelo menos alguém está vendo que não está fácil trabalhar o ano inteiro para tenta produzir um café de qualidade e depois, na hora de vender, sentir como se o esforço não valesse nada. O grande produtor consegue estocar, mas o pequeno tem q vender para poder comprar adubo...
Se o preço não melhorar, o pequeno produtor vai migrar para outra cultura, com um retorno mais rápido....
A desvalorização do café é desanimadora...
Já que ninguém quer café ruim, o mínimo que podia ser feito era valorizar o nosso esforço. 

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade