FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Abic: consumo doméstico e faturamento da indústria de café devem crescer este ano

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 18/10/2013

1 MIN DE LEITURA

5
0
O consumo de café no país deverá crescer entre 2,5% e 3% este ano em relação a 2012 e alcançar cerca de 21 milhões de sacas de 60 quilos, de acordo com Nathan Herszkowicz, diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

Já o faturamento da indústria poderá aumentar entre 10% e 15% sobre o ano passado (R$ 7,5 bilhões). O crescimento, afirma Herszkowicz, reflete o maior volume comercializado e o processo de reajuste de preços iniciado ainda em 2012 para compensar o aumento dos custos no ano anterior, quando as cotações da matéria-prima registraram forte alta.

A posterior queda dos preços da commodity, iniciada no fim de 2011, teve mais impacto nos preços do café tradicional, cujo valor médio na capital paulista recuou de R$ 15 o quilo, em 2012, para cerca de R$ 13 atualmente, conforme o diretor-executivo da Abic. O reajuste que ocorreu nos preços do café industrializado foi sentido sobretudo nos produtos de qualidade superior.

Segundo Herszkowicz, o orçamento de marketing da Abic a ser discutido para 2014 é de R$ 900 mil, ante os R$ 300 mil em 2013. A expectativa é fazer mais ações de promoção do consumo do produto.

As informações são do Valor PRO, adaptadas pelo CafePoint

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ALEXANDRE CASTRO CAMBRAIA

OLIVEIRA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 22/10/2013

Caro Rodrigo; se vc não possuir nenhuma estrutura de beneficiamento ( lavador; secador; descascador etc...)e maquinario (tratores; carretas basculantes; adubadeira;pulverizador; trincha; colhedora e recolhedor de cafe de chão etc...) pode desistir. O café de montanha c/trato manual hoje eh inviável. Só compensa se for 100% mecanizado. E o investimento para começar do zero formando lavouras e mecanizando ultrapassa fácil um milhão de reais. Isto supondo que vc ja tenha terra pra começar.
RODRIGO A. OLIVEIRA

VENDA NOVA DO IMIGRANTE - ESPÍRITO SANTO

EM 22/10/2013

estou querendo plantar um pouco de café conilon ainda este ano, a minha dúvida é se é o melhor momento para se investir num mercado que se encontra em crise.
ELMO GUIMARÃES BUENO

CASTELO - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 21/10/2013

Concordo com o Alexandre. O que podemos fazer?
ALEXANDRE CASTRO CAMBRAIA

OLIVEIRA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 21/10/2013

O faturamento da indústria sobe enquanto o do produtor não paga nem os custos. Este eh um mercado justo... Na verdade somos escravos dos magnatas da indústria e dos.mercados.
ELMO GUIMARÃES BUENO

CASTELO - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 21/10/2013

Se o preço cair abaixo de R$175,00, o investimento na conservação da lavoura será prejudicado. Houve queda no preço do adubo, mas foi pequena, diante da queda no preço da saca de 60kg, tanto para o arábica quanto para o conilon.

Atenciosamente

Elmo Guimarães Bueno
CaféPoint AgriPoint