FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Mercado começa a acordar, afirma analista

ANÁLISES

EM 03/03/2016

2
0
O dia nos mercados globais foi tranquilo e marcado por curtas oscilações na maioria dos ativos negociados. “Investidores começam a ficar desconfortáveis em carregar posições vendidas excessivas nos ativos e desta forma, ajustes técnicos nas apostas de plantão começam a ficar mais presentes na rotina mercadológica”, diz Marcus Magalhães, analista da Maros Corretora.

“No caso do café o mercado, bolsas, começa a acordar”, completa o consultor. “Hoje, recompras tanto em Nova Iorque quanto em Londres foram vistas e sinceramente, ao que parece, podem ter sua continuidade assegurada já que tecnicamente os níveis ficaram interessantes”, explica. Já em relação ao dólar, Magalhães acredita que o movimento da moeda não pode ser tido como dentro de uma realidade, pelo menos por enquanto.

Confira, abaixo, o vídeo com a análise:



 

A fonte da TV Maros é da Gazeta Online. Para mais informações, acesse: http://parceiros.gazetaonline.com.br/mercadodocafe/.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CLÁUDIO BARBOSA

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 07/03/2016

Boa noite, Marcus.

E prometo não perturbar mais: hoje (7/3) o dólar deu uma subidinha, adivinhe o que aconteceu com o preço do café em NY?

Cláudio Barbosa.
CLÁUDIO BARBOSA

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 07/03/2016

Boa tarde, Marcus.

Evidentemente você conhece não somente muito mais sobre o assunto, como detalhes das bolsas que eu, um mero produtor de café arábica, conheço.

Mas ao menos nos últimos tempos, para mim quem define o preço do café em Nova Iorque é o valor do dólar aqui: o real se deprecia, cai o preço do café, o real valoriza, sobe o preço do café.  

A sensação que tenho é que os investidores internacionais ignoram solenemente notícias sobre volume de produção, estoques ou outros dados técnicos, só ficam olhando os monitores com as surreais notícias brasileiras, e se fixam no valor do dólar, quaisquer que sejam as razões que existam para subir ou descer, afinal "aquilo lá é o Brasil".

Cláudio Barbosa.