FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Paulo Henrique Leme fala sobre tendências do mercado de Café e a Importância do Marketing Estratégico

EDUCAPOINT

EM 06/01/2016

5 MIN DE LEITURA

0
0
No dia 20/01, começará uma nova edição do Curso Online "Marketing Estratégico no Agronegócio do Café",  uma importante atualização para quem deseja aprender como fazer uma análise crítica de seu negócio em termos de marketing e estratégias de posicionamento de sua marca e de seu café.

O público alvo são cafeicultores de grande, médio e pequeno porte, empresários ligados ao café, torrefadores, exportadores, donos de cafeterias , consultores, líderes de cooperativas, associações e instituições do café.

O instrutor, Paulo Henrique Leme é professor na Universidade Federal de Lavras na área de marketing e empreendedorismo, com mestrado e doutorado na área de Estratégia, Marketing e Inovação pela UFLA. Também é consultor em marketing e estratégia no agronegócio, especializado em café, certificações, indicações geográficas e qualidade. Coordenador do Núcleo de Estudos em Empreendedorismo (NEEMP), da UFLA Jr. Consultoria Administrativa e membro do Grupo de Estudos em Marketing e Comportamento do Consumidor (GECOM) da UFLA.

Confira abaixo na entrevista com Paulo as principais tendências sobre mercado e marketing do café:

Quais as tendências no mercado de café?


Paulo -
 "A demanda global de café possui tendência de crescimento constante. Se fizermos uma média dos últimos dez anos, teremos algo em torno de 2,5% a.a. Por si só ela é uma perspectiva interessante para os cafeicultores e indústria, pois está acima do crescimento médio da população.
A questão que se coloca, porém, é sobre “como” e “onde” ocorrerá esta demanda por café. Ou seja, em quais países, quais tipos de bebida, se arábica ou robusta, etc. Agrupo as tendências no mercado consumidor de café em três importantes segmentos:

• a cultura de consumo de café: representada pelo crescimento no consumo de café espresso, pelas cafeterias, baristas e pelo envolvimento com a cultura do café (dentro e fora de casa);

• o consumidor e seus desejos: principalmente por produtos mais convenientes em seu uso, por novos produtos e embalagens; e também pelo interesse nos cafés especiais e gourmet; e

• o produtor e o marketing: a demanda por origem e sustentabilidade implica em identificar de onde vem o alimento que consumo. Aqui é importante analisar como os cafeicultores podem atender à demanda dos consumidores através da origem e das certificações sustentáveis.

Outra importante tendência, e que abordaremos no curso, é a crescente utilização do café Robusta como base para diversos novos produtos no mercado e novos blends de café. O que pode ser uma oportunidade ou uma ameaça ao Brasil.

Então a pergunta é mais ampla, o crescimento no consumo de café no mundo é de Arábica ou Robusta?"


Como o café brasileiro está inserido no mercado mundial?

Paulo - "O café brasileiro tem posição de liderança em termos de volume e presença nas xícaras dos consumidores mundiais. Ele se insere no mercado mundial como importante balizador de preços e como base de preparo de diversos tipos de blends. Porém, ainda é insipiente nossa inserção nos mercados de cafés gourmet e especiais, apesar de possuirmos bons produtores de cafés especiais nas mais variadas regiões e de grandes esforços de nossas associações, como a BSCA. O resultado é que para algumas regiões já existe diferencial de preço significativo em função da qualidade. Por sua vez, no mercado de cafés torrado e torrado e moído, a participação do país é irrelevante, infelizmente."

Qual a importância do marketing na valorização do café brasileiro?

Paulo - "O marketing, em sua função global, e o marketing estratégico mais especificamente, pode desempenhar um papel fundamental no desenho e implementação de estratégias de marketing realmente eficientes para todos os participantes do agronegócio café, de produtores a exportadores.

O marketing é a área da administração e da moderna gestão de organizações que pode sistematizar informações de mercado e apoiar a criação de estratégias que influenciem a tomada de decisão de compradores de café, e, especialmente, consumidores de café em sua última escolha, na xícara. Se você desenvolve fortes conceitos de marca desde a lavoura, você pode carregar estes valores ao longo de toda a cadeia, criando um ciclo positivo de valorização do seu produto.
Realmente, falta a visão do marketing para o café brasileiro. Todos os anos, deixamos de ganhar boas divisas para nosso agronegócio porque não nos apoiamos nas ferramentas de gestão que podem alavancar todo o sistema, tendo como norte a valorização dos “Cafés do Brasil”.
Infelizmente também vemos muitos cafeicultores que poderiam agregar valor ao seu café, divulgando sua qualidade e sua história, mas no fim das contas permitem que vendedores e a indústria se apropriem de seu esforço.

Veremos no curso como desenvolver uma estratégia de construção de uma marca de fazenda ou de origem (região) específica, a exemplo dos casos de sucesso no Brasil. Além disso, os participantes poderão se atualizar sobre o mercado global em uma visão macro, e conhecer ferramentas de propaganda e marketing digital. O mercado de cafés certificados e sustentáveis também receberá atenção especial em um módulo específico."


O que os alunos poderão aprender de mais importante neste curso?


Paulo - "Este curso online de Marketing Estratégico no Agronegócio Café tem dois grandes objetivos para os alunos. O primeiro é fornecer uma atualização sobre as principais tendências do agronegócio café tanto na produção quanto no consumo mundial.

No Módulo 1, os alunos poderão verificar as tendências de produção, ou seja, um panorama geral sobre como os concorrentes do Brasil estão reagindo às mudanças no mercado internacional e quais são as perspectivas de mercado para o médio e longo prazo, com foco especial nos concorrentes asiáticos.

No Módulo 2, apresentaremos as principais tendências do mercado consumidor, com destaque para o crescimento do consumo de café Robusta e do mercado de cafés especiais e certificados. O público alvo para estes módulos são todos os envolvidos com o café, da produção ao varejo.

O segundo objetivo do curso é fornecer aos alunos um conhecimento básico sobre estratégia e marketing aplicados ao agronegócio café. Nos módulos 3, 4 e 5, os alunos aprenderão a desenvolver uma estratégia para seu negócio, analisar oportunidades e ameaças, analisar pontos fortes e fracos de sua organização e construir uma estratégia de marketing sólida, incluindo estratégias de propaganda e marketing digital. Com foco especial nos produtores de café, estes módulos também podem ser aplicados à torrefação e ao varejo.

Por fim, temos um módulo especial sobre certificações e sustentabilidade na visão do marketing. No Módulo 6 apresentaremos alguns conceitos importantes para o agronegócio, como a qualidade, segurança alimentar, origem e sustentabilidade, sempre com uma visão crítica sobre o marketing que podemos construir para nosso negócio e nossas associações e cooperativas."


Para garantir sua vaga neste curso clique aqui!

Ou entre em contato:

(19)3432-2199
cursos@agripoint.com.br
Whatsapp (19) 99817- 4082


0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.