FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Variações climáticas podem afetar próxima safra

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 21/08/2019

0
0

A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) realizou ontem (20) o I Fórum Técnico Café e Clima. Na ocasião, profissionais puderam discutir sobre a instabilidade climática e apresentar a preocupação já com a próxima safra 2020/2021.


Foto: Taila Soares

Desde dezembro de 2018 o clima apresenta variações, afetando os cafezais por conta das chuvas irregulares, altas temperaturas, geadas e floradas fora de época.  A exposição das lavouras a uma grande amplitude térmica, cujas temperaturas mínima e máxima registraram 14 e 36 graus, também comprometeu o metabolismo das plantas.

A palestra de Éder Ribeiro dos Santos, coordenador do Departamento de Geoprocessamento da Cooxupé, abordou as condições e o comportamento da plantação no período entre setembro de 2018 e abril de 2019. De acordo com ele, as principais ocorrências registradas na área de ação da cooperativa foram florada antecipada e temperatura acima da média, que culminou com uma seca prolongada durante o mês de janeiro de 2019, mas que foi seguido por um período chuvoso e de alta nebulosidade em fevereiro deste ano.

Segundo Éder, as principais causas de quebra de produtividade na cafeicultura se devem 56% à deficiência hídrica, 17% excesso hídrico e 14% a temperaturas adversas, que juntos correspondem a 87% dos fatores de influência na produção. 

O presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, afirma que mesmo com o levantamento técnico realizado na área de ação da Cooxupé ao longo desses meses, não é possível falar em números sobre os impactos na safra do próximo ano, mas que a colheita pode ser no máximo igual à de 2018.

“Até o momento, estamos com a produção de nossa área 95% colhida e recebemos, de cooperados e terceiros, 4,144 milhões de sacas de café arábica. Nossas expectativas gerais eram de 5,7 milhões de sacas e, certamente, não alcançaremos esta meta”, revela o presidente da Cooxupé.  Em 2018, a cooperativa recebeu 6,451 milhões de sacas. 

O Fórum Técnico contou também com as palestras “Considerações sobre o comportamento do clima para a safra de 2020”, ministrada pelo climatologista do Instituto Nacional de Meteorologia, Francisco Assis Diniz; “Resposta do cafeeiro frente às incertezas climáticas – Análise de Cenários”, proferida pelo docente da Universidade Federal de LAVRAS, José Donizete Alves; e “Agricultura, Agricultores e Preservação Ambiental”, realizada pelo chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo Eduardo Miranda, que destacou o papel dos agricultores brasileiros na preservação da vegetação nativa.

As informações são da Cooxupé/ Phábrica de Ideias.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.