FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Varginha (MG) recebe I Workshop Nutrição do Cafeeiro

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 16/07/2019

0
0

A empresa Yara busca por soluções para nutrição de plantas e agricultura de precisão que permitem aos produtores aumentar a produtividade e melhorar a qualidade do produto, enquanto reduzem o impacto ambiental.

Pensando nos elos da cadeia do café, a Yara realizou, nos últimos dias, o I Workshop Nutrição do Cafeeiro, na cidade de Varginha (MG). O evento abordou o mercado global do café, a fertilidade do solo, a importância da nutrição correta para qualidade e aumento da produtividade, além da apresentação de pesquisas sobre a cultura.

O mercado mundial e o futuro do café foram temas de destaque durante o workshop. João Moraes, gerente global de café da Yara, abordou os principais desafios do cafeicultor, como baixa produtividade, mudanças climáticas, falta de mão de obra e fatores que ameaçam a qualidade. Segundo ele, 90% do mercado mundial é composto por pequenos produtores, sendo assim, a sucessão familiar também é um ponto de atenção e é necessário atrair as novas gerações para o negócio.

Para a marca, é preciso ressaltar a importância do segmento de cafés especiais, que tem crescido a uma taxa de aproximadamente 20% ao ano e deve representar cerca de 5% do consumo nacional até 2021. "É um momento de transformação em que o mundo pede um novo café. E a nutrição é um componente-chave para a sustentabilidade do setor, que engloba três pilares: econômico, social e ambiental. A Yara desenvolve soluções inovadoras para o cafeicultor e promove parcerias com toda a cadeia para contribuir com o futuro do café", afirmou João.

Entre os palestrantes, o pesquisador Dr. José Antônio Quaggio, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), comentou sobre os avanços na nutrição do cafeeiro com ênfase no suprimento de alguns nutrientes. Por meio de resultados de estudos, Quaggio ressaltou as melhores respostas do cafeeiro ao nitrogênio na forma de nitrato e os ganhos de produtividade e qualidade com a utilização de fontes balanceadas de nitrogênio, cálcio e potássio.

No evento também foram apresentadas pesquisas realizadas pela Yara sobre a cultura do café. Em um levantamento utilizando cerca de 80 mil análises de solo e 10 mil de folha, foi identificado uma forte deficiência de fósforo, magnésio, boro e zinco nos cafeeiros de Minas Gerais. Esses elementos são fundamentais para o crescimento das raízes, absorção de água e nutrientes para crescimento de folhas saudáveis e desenvolvimento dos tecidos reprodutivos. Estudo feito pelo Instituto Federal de Muzambinho (MG) em parceria com a Yara mostrou que a aplicação de boro e zinco aumentou a produtividade da planta em até 15 sacas por hectare ao longo de dois anos.

Durante o encontro também foi apresentado o Programa Nutricional NossoCafé, que engloba o novo fertilizante foliar YaraVita Café e aumenta em média 15% a produtividade, de acordo com resultados de mais de 200 lavouras demonstrativas. "A nutrição equilibrada em cada fase, do plantio até a colheita, é determinante para melhoria da fertilidade do solo, resistência a estresses bióticos e abióticos, diminuição do impacto ambiental, longevidade do cafezal, alta produtividade e qualidade dos grãos e da bebida final", afirma Kaio Dias, especialista agronômico da Yara.

Mais informações: www.yarabrasil.com.br

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.