FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Produção total de cafés brasileiros equivale a 35% da safra mundial

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 29/05/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

A Embrapa Café realizou uma análise que permite estabelecer comparações entre as safras de arábica e canéfora. Segundo os dados, a Colômbia, terceiro maior produtor de café arábica, produzirá, no ano cafeeiro de 2019/2020 (de outubro de 2019 a setembro de 2020), um volume físico equivalente a 14,3 milhões de sacas, 15% da produção mundial para a espécie, estimada em 95,8 milhões de sacas de 60 kg. Na safra anterior, o país produziu 13,9 milhões de sacas de arábica, número que aponta um ligeiro crescimento de 3% se comparado com a safra atual em curso.

Em relação à produção global de cafés arábica e canéfora, que totaliza 169,3 milhões de sacas, os cafés colombianos correspondem a 8,5%, tendo em vista que a produção mundial de canéfora (robusta) está calculada em 73,6 milhões de sacas. Com base nesses dados, constata-se que a produção total de café da espécie arábica equivale a 57% e a de canéfora corresponde a 43%, em relação à produção mundial total no ano-cafeeiro em destaque.

O segundo país que mais produz café do mundo, o Vietnã, que colherá 96,6% de cafés canéfora (robusta) e 3,4% da espécie arábica, tem sua safra estimada para o ano-cafeeiro 2019/2020 em 32,2 milhões de sacas, das quais 31,1 milhões de sacas são de canéfora e 1,1 milhão de sacas de arábica.

Assim, expandindo essa análise, fica evidenciado que a produção de canéfora (robusta) vietnamita equivale a aproximadamente 42% da produção total dessa espécie e a de café arábica a 1,1%, ambas as percentagens correlacionadas à safra mundial citada anteriormente. Em complemento vale também destacar que a produção total do Vietnã, em relação à safra mundial deste ano, equivale a 19%.

Com relação ao Brasil, maior produtor, exportador e segundo maior consumidor em nível global, tem sua safra estimada inicialmente em 60 milhões de sacas de 60 kg, volume que corresponderá a 35% da produção no planeta no ano-cafeeiro em curso. Desse total, aproximadamente 45 milhões de sacas serão da espécie arábica e 15 milhões de canéfora, caso os levantamentos de campo que ainda estão sendo feitos no período da colheita em curso confirmem essa estimativa.

Com base nos estudos pode-se entender que a produção brasileira de arábica equivalerá a 47% e a de canéfora a 20% da produção mundial. Esses números reafirmam a posição do Brasil em primeiro lugar na produção global de café arábica e, em segundo lugar, na produção de café canéfora, sendo precedido pelo Vietnã no volume produzido dessa espécie.

O relatório completo está disponível no site da Embrapa. Clique aqui para acessar.

As informações são da Embrapa Café (por Lucas Tadeu e Jamilsen Santos).

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.