FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Primeiros meses de 2020 apresentam números positivos para agronegócio paulista

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 23/07/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio do Instituto de Economia Agrícola (IEA), informou que, nos seis primeiros meses de 2020, as exportações do estado de São Paulo somaram US$ 19,27 bilhões (18,9% do total nacional), e as importações ficaram em US$ 25,79 bilhões (32,5% do total nacional).

Marli Dias Mascarenhas Oliveira, Carlos Nabil Ghobril e José Alberto Angelo, pesquisadores do IEA, apontam que, na análise setorial, o agronegócio paulista apresentou 10% de aumento nas exportações, alcançando US$ 8,03 bilhões, mas teve queda de 10,8% nas importações, totalizando US$ 2,14 bilhões. Com estes resultados, obteve-se uma alta de US$ 5,89 bilhões (+20,2%) quando comparado ao mesmo período de 2019.

De janeiro a junho de 2020, os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio foram: sucroalcooleiro (US$ 2,24 bilhões, sendo que desse total o açúcar representou 85,6% e o álcool 14,3%), complexo Soja (US$ 1,48 bilhão), carnes (US$ 1,09 bilhão, em que a carne bovina respondeu por 85%), produtos florestais (US$ 807,65 milhões, com participações de 51,8% de papel e 38% de celulose) e sucos (US$ 670,59 milhões, dos quais 96,3% referentes a sucos de laranja). Esses cinco agregados representaram 76,8% das vendas externas setoriais paulistas.

Quando comparados com os resultados do mesmo período de 2019, houve importantes variações nos valores exportados dos principais grupos, com aumentos para os grupos sucroalcooleiro (+25,2%), soja (+21,1%) e de carnes (+20,2%), e quedas para produtos florestais (-9,8%) e sucos (-10%). Essas variações nas receitas do comércio ocorrem pela composição das oscilações tanto de preços como de volumes exportados.

A China, com US$ 2,07 bilhões (25,8% do total das vendas externas do estado e crescimento de 27,8% em relação ao primeiro semestre de 2019) é o principal destino das exportações de São Paulo, seguida da União Europeia (US$ 1,36 bilhão, 17% de participação e ganhos de 4,5% em valores) e Estados Unidos (US$ 673,13 milhões, participação de 8,4% e variação negativa 24,3% nas exportações).

Na balança comercial brasileira, houve alta de US$ 22,32 bilhões no primeiro semestre de 2020, com exportações de US$ 101,72 bilhões e importações de US$ 79,40 bilhões. As exportações do agronegócio apresentaram alta de 9,6%, alcançando US$ 51,63 bilhões. Já as importações recuaram 10,2% no período, registrando US$ 6,24 bilhões. O superávit do agronegócio foi de US$ 45,39 bilhões.

Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio brasileiro são: soja (US$ 23,93 bilhões), carnes (US$ 8,31 bilhões), produtos florestais (US$ 5,67 bilhões), cucroalcooleiro (US$ 3,69 bilhões) e café (US$ 2,54 bilhões). Esses cinco grupos representaram 85,4% das vendas externas setoriais brasileiras.

Em relação aos destinos das exportações do agronegócio brasileiro, a liderança permanece com a China (US$ 20,47 bilhões), seguida pela União Europeia (US$ 8,36 bilhões), Estados Unidos (US$ 3,04 bilhões), Tailândia (US$ 1,06 bilhão) e Japão (US$ 1,03 bilhão).

Acesse aqui e confira os gráficos e tabelas de cada grupo de produtos.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.