FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

OIC analisa impacto da covid-19 na oferta e demanda do café

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 22/05/2020

3 MIN DE LEITURA

0
0

A Organização Internacional do Café (OIC) lançou a segunda edição de sua publicação econômica Series Coffee Break Series, intitulada “Preços Voláteis do Café: Covid-19 e Fundamentos do Mercado”.

A pandemia da covid-19 é uma dramática crise de saúde pública com impactos significativos nas economias do mundo todo. A OIC aponta que essa série se concentra nos efeitos colaterais da oferta e da demanda na volatilidade dos preços do café.

O novo coronavírus representa um choque conjunto sem precedentes de oferta e demanda para o setor cafeeiro global, constituindo um enorme desafio para cafeicultores, trabalhadores rurais, cadeias de suprimentos domésticas e comércio internacional.

Os vários impactos de oferta e demanda serão sentidos em momentos diferentes, contribuindo ainda mais para as incertezas do mercado global e a contínua volatilidade dos preços, afirma a OIC.

Esta publicação é o primeiro trabalho conjunto com o Instituto Internacional de Pesquisa em Políticas Alimentares, sob uma nova colaboração que visa alavancar dados estatísticos da OIC e capacidade analítica interna de pesquisa econômica com recomendações para os formuladores de políticas.

Impacto da covid-19 nos preços do café

No início de 2020, o relatório afirma que os preços mais altos e mais voláteis do café pareciam resultar de perspectivas ruins de colheita em alguns países produtores - como o mau tempo no Brasil - em um momento em que os estoques estavam baixos sazonalmente. A covid-19 parece estar mantendo e exacerbando essas flutuações de preços - especialmente para os cafés arábicas - do lado da oferta e da demanda.

Desde que o surto da pandemia foi declarado global pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em meados de março, o vírus se espalhou para praticamente todos os países exportadores e importadores de café. Embora a pandemia provavelmente afete todos os estágios da cadeia de valor do café em maior ou menor grau, os impactos específicos nos mercados regionais e locais serão sentidos em diferentes momentos.

A OIC afirma que os efeitos gerais dependerão, em última análise, da interação entre múltiplos fatores de oferta e demanda, como os atores do mercado os antecipam e respondem a eles e a capacidade de cada país detectar e conter o vírus enquanto se move para a estação da colheita, quando a demanda de trabalho atinge o pico.

Principais fatores que impulsionam a volatilidade dos preços do café

No lado da oferta, a OIC observa impactos em graus variados na cadeia de valor, incluindo remessas internacionais e desvalorizações na moeda local. Os impactos provavelmente ocorrerão principalmente quando mais países entrarem na nova safra.

Em termos de demanda, o mercado de café registrou um aumento nas primeiras semanas da crise. No entanto, isso foi impulsionado principalmente pelas vendas nos supermercados, resultante da compra e do estoque de pânico e da substituição do consumo fora de casa pelo consumo interno, em virtude de medidas de distanciamento social. Nos próximos meses, com previsões de crescimento negativo em todo o mundo para 2020, uma recessão global iminente poderá impactar o consumo geral de café. No entanto, a OIC aponta que a demanda por itens alimentares como café tende a ser relativamente inelástica, e os efeitos colaterais da demanda provavelmente se materializarão com um atraso de tempo, dependendo do nível de poupança das famílias e redes de segurança social.

No futuro, o relatório sugere possíveis ações para os governantes como:

- Estabelecer respostas de emergência para mitigar o impacto da pandemia e apoiar países com menor capacidade institucional.

- Facilitar a recuperação e promover a sustentabilidade a longo prazo. Isso inclui apoiar vínculos vitais ao longo da cadeia de valor e aumentar a resiliência a choques externos, como mercado, clima e pandemias.

- Apoiar a demanda por café. Uma redução temporária dos impostos sobre o café pode ajudar a reduzir os preços para o consumidor e diminuir a renda das famílias parcialmente compensadas devido à recessão iminente e apoiar a demanda doméstica e externa de café nos principais países consumidores.

O relatório completo pode ser acessado aqui

 As informações são da OIC / Tradução Juliana Santin

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.