FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Faemg salienta qualidade da safra mineira

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 16/07/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0

O Sistema Faemg avalia que é uma boa safra para os cafeicultores mineiros, tanto em quantidade, quanto em qualidade. “Além de estarmos em um ano de bienalidade positiva, o clima tem favorecido a colheita, que segue em bom ritmo, já acima de 40% do esperado. Já na peneira tem se revelado uma safra muito boa, resultando em uma bebida de excepcional qualidade”, aponta o vice-presidente do Sistema Faemg e presidente das comissões estadual e nacional de café, Breno Mesquita.

O andamento da safra 2020/2021 nas principais regiões produtoras de Minas e o impacto da Covid-19 na cadeia produtiva foram os principais assuntos da reunião online da Comissão Técnica de Cafeicultura da Faemg na última terça-feira (14). “A pandemia representou aumento nos custos, por conta das adaptações sanitizantes e da menor oferta de mão de obra migrante. Mas a colheita teve um papel importante de absorver a mão de obra local, vinda de outros setores impactados pela pandemia, com importante contribuição à economia dos municípios mineiros”, explica.

Comercialização

Durante a reunião, foram apresentadas novas oportunidades disponibilizadas pelo Sistema Faemg, como a ferramenta gratuita de marketing Empório Senar Virtual e o programa de apoio à comercialização internacional, AGRO.BR. “Através da parceria com CNA e Apex, a Faemg conta já com escritório mineiro do programa, visando criar facilidades e canais de exportação para que o produtor consiga botar seu produto no mercado internacional e agregar valor à sua produção”, afirma Breno.

Crédito

Breno afirma a positividade no Plano Agrícola e Pecuário 2020/2021, que trouxe mais recursos e redução de taxas, e especialmente o Funcafé, que este ano teve recursos para custeio e estocagem da safra liberados em tempo recorde, o que faz toda a diferença para que o produtor possa escolher o melhor momento de colocar sua colheita no mercado.

Novo Acordo do Café – OIC

“As entidades brasileiras do setor privado do café (como a CNA, CNC, Abic, Abics e Cecafé) têm o entendimento de que é necessária uma reestruturação da Organização Internacional do Café (OIC). Temos listado contribuições para apresentar na próxima reunião em Londres, objetivando melhorar a atuação da OIC. Queremos avanços que sejam positivos não só para os países produtores, mas também para os países consumidores”, finaliza Breno.

As informações são do Sistema Faemg.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint