ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Demanda mundial cresce, mas lucro não é para o cafeicultor

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 02/12/2014

1 MIN DE LEITURA

9
0
Por Thais Fernandes

A crescente demanda mundial por café de qualidade tem sido acompanhada pelo setor nacional. Um dos indicativos deste momento foi a participação brasileira na feira Café Show, da Coreia do Sul. No evento, as 12 empresas brasileiras venderam aproximadamente 30 mil sacas, o que representa metade do que o Brasil exporta anualmente para a Coreia do Sul. (Leia mais aqui)

O Escritório Carvalhaes, de Santos (SP), que atua nas áreas de corretagem e exportação cafeeira, analisou o fenômeno na sexta-feira (28/11). “Os lucros deste mercado estão atraindo novos grupos econômicos internacionais que investem em novos consumidores, redes de cafeterias e no mercado de consumo doméstico”, informa o relatório da empresa.

Ainda em seu informativo, o Escritório Carvalhaes aponta que este ano o Brasil vai bater seu recorde histórico de volume exportado e de consumo interno. Contudo, a empresa critica o baixo repasse deste lucro a ponta produtiva da cadeia. “O cafeicultor brasileiro, responsável pela produção de 38% da matéria prima que abastece esse grande negócio, luta todos os anos para fechar suas contas, sofrendo com secas, geadas, pragas e problemas trabalhistas”, aponta.


Foto ilustrativa: Érico Hiller/ Café Editora
 
Foto ilustrativa: Érico Hiller/ Café Editora

Ainda, em uma crítica aos movimentos do mercado, o informativo da corretora afirma que “quando por um problema climático sério, como o deste ano, sua produção cai e as cotações sobem um pouco, logo surgem números e analistas prontos para provar que as cotações estão muito altas! Se aproximando dos dois dólares por libra peso na ICE! Lucro é para os outros. O cafeicultor tem de se contentar em pagar suas contas”, pontua o relatório.

A empresa indica, ainda, a alta no consumo específico de café em cápsulas, que “esta virando uma febre”. Contribuindo para isto está o aumento de máquinas para uso doméstico, cada vez mais sofisticadas, práticas e baratas, estimulando o consumidor a investir na compra de cafés sofisticados. Neste sentido, o Escritório Carvalhaes cita, em seu informativo, o lançamento da Nespresso, no Brasil, de uma edição especial de um de seus cafés, o “maragojype”, a quatro reais por cápsula, aproximadamente R$ 660 por quilograma de café.

9

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ELI VALERA NABANETE

MARUMBI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 10/12/2014

Perfeito Paulo. Olha a cerca de 01 ano tentei contato via digital com um Deputado do meu estado que aparecia fazendo propaganda dizendo que era da comisao da agricultura da camara e  etc e tal. Ate hoje nao obtive uma resposta sequer. Nao ha o menor interesse em nenhum politico em lutar pela nossa classe.Voces,inclusive, ai de MG tiveram  um ministro (???) da agricultura.E dai?? Proximo ano, infelizmente acabo  (com dor no coraçao) com uma atividade vinda de meus avos, passando pelos meus pais e termina comigo.Nao da mais. Uma  humilhaçao ,trabalhar tanto, estar endividado nos bancos, nao ter renda suficiente para se manter alem do desgaste emocional.Abraço e obrigado pela referencia.

A quem ficar desejo sinceramente coisas bem melhores que tive.
PAULO ROBERTO DUARTE

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 09/12/2014

Caro Eli... Grato pela sua manifestação...

Como é que um governo que só privilegia a indústria automotiva, nascedouro e berço do PT(ABC Paulista), vai se lembrar de nossa atividade? Só teria um caminho: Nossas Lideranças. E eu lhe pergunto: Quem são elas? Aonde estão? O que fazem de concreto para o pequeno e médio cafeicultor?

Veja bem: num assunto como este, somente você se manifestou. Onde estão os outros Cafeicultores? A nossa desorganização, a nossa falta de informação, a nossa nula ou quase nula representatividade, gera todo este desarranjo na atividade. E é por isso que somos presas fáceis para as Multinacionais e Grandes Exportadoras. Para eles, é como "tomar pirulito de criança"...

Eu só vejo um caminho Eli: Temos que nos aglutinar em torno de pessoas que estão indignadas com esta situação e agirmos e fazer agir para que as propostas que sugeri sejam trabalhadas e aprovadas. Eu estou fazendo a minha parte. Você a sua.

Espero que minhas postagens cheguem até alguma pessoa séria e compromissada com a nossa atividade. Existem pessoas que tem "Carteirinhas" e "Crachás" Oficiais com o dever e o direito de nos representar junto ao Governo. Mas, cadê elas?

E as nossas Cooperativas? Cada vez mais ricas e os produtores mais pobres.

Eli: Diz um ditado popular: "É melhor ficar vermelho um minuto do que amarelo o resto da vida". Estou indignado com as coisas que afligem nosso setor mais sou, sozinho, impotente para resolve-las. Se achássemos uns 100 produtores dispostos a "FALAR SÉRIO" sobre a atividade, poderíamos tentar encontros ou reuniões com os que deveriam nos representar mas não o fazem. Abração para você. Façamos a nossa parte.
ELI VALERA NABANETE

MARUMBI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 09/12/2014

Sr Paulo, suas colocaçoes sao corretas. Agora pergunto?Sera que nosso governo esta disposto a disponibilizar esses contratos?? penso sinceramente que nao,pois os olhos deles (governo) sao para outros negocios que sabemos bem.Ali eles sabem que tem futuro (para toda a corja)
PAULO ROBERTO DUARTE

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 08/12/2014

Colegas Cafeicultores,

Como reflexo da seca, NÃO TIVEMOS E NÃO TEREMOS PRODUÇÃO! O Café pode ir a R$ 1000,00 a saca. E daí? Vender o quê? Faltará produto! Colheremos de 30 a 40% menos do que seria normal. Investimos em Sustentabilidade, Certificações, Produtividade, Redução de custos, Beneficiamento, Vias Úmidas, Galpões, Terreiros, etc.

Melhoramos muito a Qualidade. É ELEMENTAR:  LUCRO É RESULTANTE DE VOLUME X PREÇOS DE VENDA X DESPESAS OPERACIONAIS. Fazemos a nossa parte. Entretanto NÃO ESTABELECEMOS PREÇOS DE VENDA. Estamos sempre a mercê de algumas poucas e grandes MULTINACIONAIS E EXPORTADORAS que sempre se valeram e se valem da pouca união, falta de informação, e pouco profissionalismo da maioria dos produtores. Estes GRANDÕES estão agindo contra o país porque SOMOS UM SETOR QUE CONTRIBUI MUITO PARA O BALANÇO DE PAGAMENTOS DO BRASIL. ESTÃO MATANDO A GALINHA DOS OVOS DE OURO. A Cafeicultura vive, há anos, uma CRISE ESTRUTURAL. Não é apenas de Conjuntura. "SÃO PEDRO", COM A SECA, APENAS AJUDOU A ESCANCARAR um problema crônico que vem dizimando milhares de famílias ao longo dos últimos anos. Viviam da Cafeicultura. Tiveram que vender suas propriedades, algumas centenárias, para PAGAR AGENTES FINANCEIROS QUE AO INVÉS DE AJUDAR, PARECEM TER INTERESSE EM SUFOCAR E ACABAR, COM OS PEQUENOS E MÉDIOS PRODUTORES. OS GRANDES TEM SEUS MECANISMOS DE PROTEÇÃO FINANCEIRA. Atualmente, mesmo alguns grandes produtores, que vivem da atividade, estão com seus Lucros, Fluxo de Caixa e Disponibilidade para Investimentos comprometidos. Quem fez CPR FÍSICA, entregou o que? Quem fez CPR FINANCEIRA se ferrou. Os Preços ficaram muito mais altos do que a MERRECA que receberam quando as negociaram. Temos um problema gravíssimo no setor. Temos até preço, neste momento. Mas, cadê o produto? MEUS AMIGOS E AMIGAS: É NECESSÁRIO AGIR PARA RECONSTRUIR O NOSSO SETOR QUE ESTÁ DESCAPITALIZADO E SEM CONDIÇÃO DE FAZER OS INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS PARA SE SUSTENTAR NA ATIVIDADE.

MINHAS SUGESTÕES:

1.RENEGOCIAR OS MONTANTES DAS DÍVIDAS ATUAIS DE CUSTEIO E INVESTIMENTO EM 25 ANOS, COM CARÊNCIA DE 3 ANOS, E JUROS DE 5,5% AA;

2.DISPONIBILIZAR LINHAS ESPECIAIS DE CRÉDITO PARA INVESTIMENTOS EM QUALIDADE, SUSTENTABILIDADE, PRODUTIVIDADE, IRRIGAÇÃO, REFORMAS DE CASAS DE COLONOS E SEDES COM 25 ANOS DE PRAZO, CARÊNCIA DE 3 ANOS E JUROS DE 5,5%AA;

3.DISPONIBILIZAR LINHAS DE CRÉDITO PARA CUSTEIO E GIRO COM 10 ANOS DE PRAZO, CARÊNCIA DE 2 ANOS, E JUROS DE 5,5%AA.

Se não houver medidas nesta direção, continuaremos A DESTRUIR VALOR(EVA) DE NOSSOS NEGÓCIOS, ENRICANDO MULTINACIONAIS, GRANDES EXPORTADORAS, FABRICANTES DE ADUBOS, E COOPERATIVAS: UMA COVARDIA COM QUEM PRODUZ E GERA MILHÕES DE EMPREGOS NESTE NOSSO BRASIL.

ATÉ QUANDO VEREMOS AMIGOS E VIZINHOS VENDENDO SUAS PROPRIEDADES CENTENÁRIAS PORQUE FALTOU CONDIÇÕES DE PERMANECER NA ATIVIDADE?

ONDE ESTÃO NOSSAS LIDERANÇAS QUE, HÁ ANOS, ENXERGAM O QUE ESTÁ ACONTECENDO E NÃO FAZEM NADA! A ATIVIDADE PEDE SOCORRO!
ELI VALERA NABANETE

MARUMBI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 04/12/2014

Grande frase! sabedoria popular
RONALD MANSUR

VILA VELHA - ESPÍRITO SANTO - MÍDIA ESPECIALIZADA/IMPRENSA

EM 03/12/2014

Mais ganha com o café quem mais longe está do pé.
MURILO DE FREITAS FERRACIN

MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 03/12/2014

Acontece que a classe, como a maioria delas, é muito desunida e com um comportamento totalmente despreparada por seus integrantes (cafeicultores), que, honram seus compromissos nas datas corretas e entregam sua mercadoria a Preço de "banana". O que deveria mudar é deixar de honrar os compromissos na hora do vencimento para termos preços coerentes com nossas necessidades e dividir um pouco mais este lucro de quem não faz nada e de quem faz tudo (produtor).
CARLOS JACOB

ALFENAS - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE CAFÉ

EM 03/12/2014

Sr Eike Batista ,está sendo processado por crime contra  a economia,informações falsas de suas empresas que fez investidores perderem dinheiro por acreditarem em tal informação.Essas empresas  Citigroup e outras que estão dando informações da próxima safra ,deveriam responder criminalmente sobre tal informação,pois nenhum produtor por mais competente que seja ,têm condições de prever sua safra antes de meados de janeiro com os chumbinhos já pego e em formação,dar uma previsão de safra pela florada  é simplesmente o que o Eike Batista fez,induzir  o mercado ao erro ou pra cima ou pra baixo.

Informações de interesses próprios por estarem vendidos ou comprados,que acaba prejudicando os produtores e as operações de exportação.É caso de ser levado ao Ministério Público para ser tomado as devidas providências criminais.


ELI VALERA NABANETE

MARUMBI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 02/12/2014

Exatamente isso Sr. Carvalhaes. O produtor fica a merce de todas intemperies climaticas,na mao de alguns espertalhoes que ditam o mercado e de um governo inoperante, que nao ta nem ai para o cafeicultor.
CaféPoint AgriPoint