FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Conab: café arábica pode reduzir em 27,4% a produção para safra 2019/2020

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 04/10/2019

0
0

Dados do Acompanhamento da safra brasileira Café – Terceiro Levantamento – Setembro 2019, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), estima para 2019 uma safra com um volume equivalente a 48,99 milhões de sacas de 60 kg.

Do total, 34,47 milhões de sacas são de café arábica, o que representa em torno de 70% da safra, e 14,52 milhões de sacas de canéfora, que correspondem a 30%. A safra 2019/2020 teve uma redução de 20,5% da produção nacional de cafés, quando comparada com o volume recorde de 61,66 milhões de sacas em 2018/2019.

Segundo a Conab, o café arábica teve uma redução de 27,4% no volume, em comparação com a safra anterior, por conta da bienalidade da espécie e das alterações climáticas. Já o canéfora aponta uma leve alta de 2,5%, que pode ser atribuída principalmente ao crescimento da produção no Espírito Santo, estado que aumentou a área cultivada e registrou maior produtividade.

Com relação à área total cultivada, conforme o estudo, em todas as regiões produtoras, tanto com arábica como o canéfora, os levantamentos realizados estimam 2,13 milhões de hectares, área 1,2% menor que a cultivada anteriormente. Como a produção nacional deste ano é de 48,99 milhões de sacas, registra-se uma produtividade de 27,03 sacas por hectare. Assim, tal desempenho se mostra 18,3% menor que o da safra 2018, cuja produtividade foi de 33,07 sacas por hectare.

Conforme os dados do Levantamento, dos principais produtores de café no Brasil, apenas Minas Gerais, que é o maior estado produtor, com aproximadamente 50% da produção nacional, apresentou ganho na área cultivada no período de 2001 a 2019. Entretanto, na região da Zona da Mata, também em Minas Gerais, a área em produção diminuiu 0,8% em relação à safra passada, por conta da intensificação das podas nas lavouras mais velhas ou que necessitavam de renovação.

O café arábica ocupa 1,73 milhão de hectares, o que corresponde a 81% da área existente. Já o canéfora conta com 398,8 mil hectares, aproximadamente 19%. Desse total, 363,1 mil hectares estão em produção e 35,7 mil hectares em formação. Mais que isso, no Espírito Santo está a maior área com essa espécie de café – 261,5 mil hectares-, seguido por Rondônia, com 70,5 mil hectares e logo após a Bahia, com 39,9 mil hectares, que são os principais produtores de canéfora (conilon).   

O relatório completo está disponível aqui.

As informações são da Embrapa Café (por Lucas Tadeu e Jamilsen Santos).

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.