FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

CNC busca otimizar renda do produtor

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 25/11/2019

0
0

O Conselho Nacional do Café (CNC) realiza uma série de negociações e parcerias no mês de novembro, para potencializar seu foco de atuação na geração de renda ao cafeicultor do País.

Pensando na redução dos custos de produção, o presidente da entidade, Silas Brasileiro, recebeu, no dia 13, o presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Ademar Silva Junior, e o assessor técnico da estatal, Juarez Tavora.

"Tratamos de uma parceria com a Anater para a implantação de projetos na área de assistência técnica e extensão rural que, entre outros pontos, permitam aumentar a competitividade e a renda de pequenos e médios produtores de café, visando à redução de custos por meio da otimização do trabalho no campo", destaca.

O presidente do CNC recorda que já há sinergia nesse sentido com a Associação Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), com quem o Conselho assinou acordo de cooperação técnica e vem realizando diversas atividades voltadas aos extensionistas das estatais e das cooperativas e a produtores de café.

"O clima é uma preocupação constante para o cafeicultor brasileiro, por isso, através da parceria com a Asbraer, realizamos, um webinário com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que apresentou o histórico e a previsão do tempo para o cinturão cafeeiro", aponta.

O CNC também atuou em relação ao aprimoramento dos números da cafeicultura nacional. No dia 12, a entidade, os membros de seu Comitê de Estatísticas e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniram com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para exposição e alinhamento dos trabalhos de metodologia de levantamento de custos de produção de café arábica e canéfora utilizada pela estatal, em Brasília (DF).

“No encontro, foram detalhados os pacotes tecnológicos, regiões consideradas e como são feitas as atualizações semestrais pela Companhia. Nosso objetivo foi aprimorar as estatísticas da cafeicultura brasileira e trazer uma transparência ainda maior ao mercado”, revela Silas Brasileiro.

Em relação a questões voltadas à sustentabilidade, o CNC vem estruturando uma parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Também na semana passada, o presidente do Conselho se reuniu com Hernan Chiriboga, representante da organização no Brasil. "O contato visa o fechamento de parceria entre as entidades, de forma a se alcançar renda adicional a cafeicultores por prestação de serviços ambientais", antecipa.

Com base nas atividades e parcerias que está firmando, o CNC elaborou uma agenda positiva de trabalho para a cafeicultura nacional, a qual tem foco voltado à geração de renda aos produtores e a entregou à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

"Temos três formas para gerar renda ao cafeicultor: reduzir custos, obter novas fontes pagadoras por serviços sustentáveis e trabalharmos em conjunto com as indústrias de torrefação, para ampliarmos o consumo interno, e de solúvel, para a abertura e conquista de novos mercados, e com os exportadores, que fomentam nossos embarques como um todo. Apresentamos nossas ideias à ministra, que é grande aliada da cafeicultura brasileira, e certamente contaremos com o apoio institucional do Mapa para a realização de grandes e impactantes ações aos Cafés do Brasil", finaliza o presidente do CNC.

As informações são do CNC

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.