FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Brasil apoia movimento na ONU para fomentar renda do cafeicultor

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 26/09/2019

0
0

No dia 25 de setembro, em Nova York (EUA), durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), aconteceu uma conferência entre os países cafeicultores intitulada “Actions for a Sustainable Coffee Future”. Na ocasião, os participantes viram a necessidade de ajudar e sensibilizar a indústria para que haja melhor distribuição de renda na cadeia mundial, gerando receita digna aos produtores.

O Brasil contou com o representante do Ministério das Relações Exteriores, conselheiro Felipe Augusto Ramos de Alencar da Costa, lotado na Missão junto às Nações Unidas em Nova York, e da diretora da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Vanusia Nogueira.

Em seu discurso, o presidente da Colômbia, Iván Duque, apontou que a cafeicultura é fonte de renda para 25 milhões de famílias que estão em estado preocupante, já que os preços pagos pelo produto final na xícara e o recebido pelos produtores são bem diferentes: os cafeicultores ficam com apenas 10% do valor total. Iván pediu para que sejam valorizados itens como qualidade, Denominação de Origem e cafés sombreados.

A Etiópia apresentou preocupações com as famílias cafeeiras, os baixos preços, volatilidade do mercado e mudanças climáticas, e orientou que o desafio e a meta da cadeia de valor sejam a sustentabilidade em seus pilares social, ambiental e econômico. O diretor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Instituto da Terra da Universidade de Columbia, professor Jeffrey Sachs, referenciou Brasil e Vietnã como modelos a serem seguidos, especialmente o brasileiro. Ele chamou a responsabilidade à indústria para fomentar a renda dos cafeicultores, permitindo que os pequenos produtores possam melhorar sua performance através de investimento em tecnologia.

Já os representantes dos governos da América Latina destacaram que é preciso valorizar a diversidade e os produtos únicos, além de trabalhar o processo de industrialização de propriedades. Sugeriram trabalho conjunto para construir uma proposta útil para regular o mercado, realçar que a cafeicultura é formada por pequenos produtores e, conforme colocação do presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, sugeriram que seja analisada a possibilidade de uso do Fundo Verde para o Clima* (GCF, em inglês), que tem US$ 10 bilhões para apoio ao setor.

O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, expôs que é necessário expandir mercado, encontrar formas para controlar os estoques nos países produtores, pôr em prática estudos feitos pela Organização Internacional do Café (OIC), principalmente sobre café e saúde para estimular o consumo, e buscar maneiras para estabelecer preço mínimo a pequenos produtores.

Para a diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, são válidas as colocações dos representantes dos países produtores e o Brasil deve apoiar iniciativas que sensibilizem o segmento industrial para uma melhor distribuição de renda na cadeia. “É muito importante nossa participação nesses debates in loco para que o Brasil contribua com as ações que sejam viáveis de implantação e desenvolvimento em prol da cafeicultura mundial”, conclui.

*O Green Climate Fund (GCF) é uma iniciativa global única para responder às mudanças do clima, investindo em desenvolvimento de baixo carbono e resiliência climática. Foi estabelecido por 194 países para limitar ou reduzir as emissões de gases de efeito estufa nas nações em desenvolvimento e para ajudar a adaptar as sociedades vulneráveis aos impactos das mudanças de temperatura.

As informações são da BSCA.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.