ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Analistas apontam alta na demanda global de café no primeiro trimestre

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 23/05/2022

1 MIN DE LEITURA

0
0

Relatório do Rabobank destaca que a demanda por café em países não produtores mostrou uma recuperação saudável no primeiro trimestre, embora haja sinais de possíveis desacelerações na demanda na Rússia e na China para os próximos trimestres.

Segundo eles, o “desaparecimento do café”, um termo que indica a quantidade de países não produtores de café que estão realmente consumindo e não embalando para reexportação, subiu 6,9% no primeiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior.

A área da União Europeia mais o Reino Unido teve um aumento maior, de 9%, enquanto que os Estados Unidos apresentaram um salto de 4,6% e o Japão de 5,1%.

O Rabobank disse que os números ainda não são grandes em comparação com os níveis pré-pandemia. O resultado do primeiro trimestre foi apenas 0,6% maior do que há dois anos (primeiro trimestre de 2020). A guerra entre Rússia e Ucrânia, e os lockdowns chineses devido a Covid-19, podem prejudicar a demanda por café nesses países.

Os altos preços no varejo podem prejudicar a demanda no Brasil, um dos principais países produtores e que também é o segundo maior consumidor global do grão, depois dos Estados Unidos. O Rabobank projeta uma queda de 25% na demanda russa de café e de 50% na Ucrânia.

O banco prevê que a balança global da oferta de café passe de um déficit de 5,1 milhões de sacas de 60 kg em 2021/2022 (outubro a setembro) para um superávit de 1,7 milhão de sacas em 2022/2023. 

O Rabobank também manteve sua estimativa para a produção brasileira de 2022 em 64,5 milhões de sacas, no topo das estimativas de mercado. Na quinta-feira (19), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) cortou sua previsão de safra para apenas 53,4 milhões de sacas. 

Já quanto à safra colombiana de café, o banco reduziu sua estimativa para 11,8 milhões de sacas em 2021/2022, mas espera uma recuperação para 13,4 milhões de sacas em 2022/2023.

As informações são da Reuters (Por Marcelo Teixeira).

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint