ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Agrotechs: Inscrições para programa acelerador da Endeavor estão abertas até 31 de janeiro

POR EQUIPE CAFÉPOINT

AGENDA DO PRODUTOR

EM 12/01/2022

3 MIN DE LEITURA

0
0

Até o final de janeiro, a Endeavor receberá as inscrições para o Scale-Up Endeavor, uma jornada para acelerar as empresas que mais crescem no Brasil. Nesta edição, a organização busca por agrotechs para aceleração no programa que ocorrerá entre os meses de março e julho. Com novo modelo, a partir desse ano o Scale Up Endeavor consolidará as edições regionais àquelas voltadas para verticais de mercado. Com duas edições anuais, a do primeiro semestre de 2022 contará com patrocínio gold da EY e selecionará também empresas dos setores de serviços para grandes empresas, fintech, healthtech e serviços para PMEs. O Scale-Up Endeavor, que acelerou empresas de 15 estados brasileiros em 2021, tem expectativa de ampliação para demais regiões do país nas próximas edições e também no crescimento da diversidade racial e de gênero em sua rede, contando com uma busca ativa por empresas fundadas ou co-fundadas por mulheres e pessoas negras.

Com cinco meses de duração, a metodologia de aceleração promovida pela Endeavor ajuda as empreendedoras e empreendedores a enfrentarem os desafios da escala nas frentes de liderança e talento, estratégia de crescimento e acesso a capital, por meio de mentorias individuais, troca entre pares e com empresas parceiras. A unificação dos programas regionais e verticais em um só permitirá intercâmbio de experiências entre empreendedoras e empreendedores de diferentes regiões do país e que atuam no mesmo segmento ou com modelo de negócio semelhante. Além disso, agora todas as scale-ups poderão se conectar com as empresas parceiras da Endeavor, criando oportunidades de geração de novos negócios e ampliação de mercados e serviços.

“Liderar uma scale-up vem com desafios inéditos para as fundadoras e os fundadores à frente da empresa, como refletir sobre a estratégia, direcionar a organização neste caminho, escalar o time sem perder a cultura e gerir o caixa - garantindo capital necessário para continuar crescendo rápido. Durante a aceleração, oferecemos suporte nestes desafios por meio da nossa rede de mentoras e mentores e especialistas que já vivenciaram desafios semelhantes”, explica Vinicius Bergamini, Gerente de Aceleração de Negócios da Endeavor. Entre os mentoras e mentores estão nomes como Flávia Buchmann (Not Co), Juliana Turbino (RD Station), Cesar Carvalho (Gympass), Maíra Gracini (EBANX) e Fernando Cirne (Locaweb). 

“Tão importante quanto os aconselhamentos são as trocas que acontecem entre participantes de todo o país sobre desafios comuns e no desenvolvimento de competências pessoais. Ao final da aceleração esperamos que todos saiam com uma visão de alto impacto ainda maior do que quando chegaram - quem chega satisfeito com um crescimento X é provocado a crescer 10X. Quem chega impactando milhares de pessoas se planeja para escalar o impacto para milhões. Uma visão mais ambiciosa do que se quer construir aumenta a resiliência, a dedicação, a atração de talentos e de capital para o sucesso da jornada”, complementa Bergamini.

"Toda nova empresa precisa lidar com grandes desafios em seus primeiros anos de existência, passando por etapas cruciais e que são determinantes para o seu crescimento e sobrevivência no mercado. Por esse motivo, a EY considera fundamental dar o apoio necessário a qualquer iniciativa que busque desenvolver o empreendedorismo no país, de modo que cada vez mais empresas possam fazer a diferença no ecossistema de negócios", diz Raquel Teixeira, sócia de EY Private e líder dos programas Empreendedor do Ano e Winning Women Brazil.

No primeiro semestre de 2021, o Scale-Up Endeavor apoiou 240 empreendedoras e empreendedores à frente de mais de 124 negócios, tais como Hashdex, Sami, Fleurity, Favo e Turbi. Juntas, as scale-ups aceleradas pretendem faturar R$ 3,4 bilhões até o final do ano e são responsáveis pela manutenção de mais de 11 mil postos de emprego direto. 

Diversidade e inclusão no ecossistema

Visando tornar o ecossistema empreendedor no Brasil mais equitativo e inclusivo, a Endeavor está em busca de mulheres e pessoas negras à frente de scale-ups para participarem do programa. A presença de empresas comandadas por fundadoras na aceleração tem crescido: passou de 18%, em 2020, para 28%, nos seis primeiros meses deste ano - percentuais bem acima dos 9,4% observados no ecossistema (de acordo com o Estudo Female Founders realizado em parceria com a Distrito e B2Mamy). 

O objetivo é alcançar 40% de representatividade de gênero e raça em toda a rede Endeavor até 2025, multiplicando exemplos no ecossistema. Para isso, a organização realizou mudanças no processo seletivo do time e tem ampliado a diversidade entre mentoras e mentores. Além disso, está intensificando o relacionamento com outras organizações do ecossistema a fim de agir em conjunto, sendo uma delas a indicação de empreendedoras e pessoas negras para o programa Scale-Up.

Serviço
Programa Scale-Up Endeavor 2022.1
Inscrições: até 31 de janeiro de 2022 
Link: https://endeavor.org.br/scaleup
Perfil: Scale-ups em todo o Brasil, de todos os segmentos de mercado
Duração do programa de aceleração: de março a julho de 2022

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint