FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Solo de bulbo do gotejo em cafezais mostra piores índices de correção

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

FOLHA PROCAFÉ

EM 13/01/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

A Indicação de adubações/calagem tem sido baseada em resultados de amostras de solo coletadas na camada de 0 a 20 cm de profundidade. Eventualmente, também se utiliza amostras coletadas de 20 a 40 cm, para fins específicos. Essas amostras são retiradas na projeção da saia dos cafeeiros, local que coincide onde são feitas as fertilizações e correções.

Em lavouras de café irrigadas pelo sistema de gotejamento e, paralelamente, onde se pratica a ferti-irrigação, existe uma tendência a localizar mais os fertilizantes. Especialmente em sistemas de gotejamento mal manejados, aplicando pouca água, principalmente em períodos secos, e em solos com menos argila, pode haver uma acidificação excessiva do solo na região do bulbo molhado, exigindo, assim, amostragens de solo com retirada de amostras junto ao bulbo, para aferir a situação da acidez e suas consequências nutricionais para o cafeeiro.

Recentemente, foi realizada uma pesquisa buscando comparar a condição em que se encontravam alguns parâmetros ligados à correção do solo, em amostras tiradas no local normal, na projeção da saia dos cafeeiros, e outras localizadas na região do bulbo. Ambas foram retiradas de 0 a 20 cm de profundidade. O trabalho foi realizado em Patos de Minas, em 11 talhões diferentes de uma mesma fazenda, os quais vêm sendo irrigados e ferti-irrigados por cerca de 10 anos, sendo que recebem, normalmente, as correções necessárias. As amostras foram analisadas em laboratório e os resultados obtidos, na média dos 11 talhões, estão colocados na tabela 1.

Tabela 1 – Parâmetros de fertilidade de solo avaliados na média de 11 talhões de cafeeiros, com amostras retiradas, de 0 a 20 cm de profundidade, no sistema normal, junto à saia, e no local do bulbo de gotejo. Patos de Minas (MG), 2020

Verifica-se que para o pH e parâmetros a ele relacionados, como a saturação de Ca++, Mg++ , K+ e V%, o solo na condição do bulbo apresenta todos esses valores menores do que o solo da projeção da saia. Apenas para o fósforo, o solo do bulbo apresenta valores maiores, provavelmente pela aplicação localizada de MAP.

Essa maior acidificação, normalmente provocada por fontes nitrogenadas, deve ser corrigida, buscando correções periódicas para neutralizar a acidez excessiva, utilizando corretivos, seja aplicado, também, via fertirrigação, como Cloreto de Ca e Mg, ou Nitrato de Cálcio – esta última mais onerosa – ou com Cal Dolomitica em cobertura, cuidando para a aplicação bem debaixo da saia do cafeeiro.

De forma complementar, devem ser corrigidos eventuais erros na irrigação e ferti-irrigação. Deve-se irrigar de forma suficiente, com boa lâmina, ferti-irrigar após a retomada da capacidade de campo do solo, não usar parcelas muito altas de N de uma só vez e, no período chuvoso, fazer um a dois parcelamentos de adubação em cobertura.


Linha de mangueira com gotejadores para irrigação em cafeeiros jovens, podendo-se ver a área molhada, de forma localizada, pelos gotejadores e o detalhe da gota molhando o solo. Amostragem para análise de solo no bulbo é importante para correções necessárias.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint