FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Lesões anormais no tronco de mudas de café podem ser provocadas por ataque de fungos

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

FOLHA PROCAFÉ

EM 11/03/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

As causas mais frequentes de lesões no caule de mudas de café estão relacionadas ao ataque de dois patógenos principais: o fungo Rizoctonia e a bactéria Pseudomonas. A rizoctoniose, ou tombamento, é comum em mudinhas bem novinhas, a partir do estágio palito de fósforo, até as mudas permanecerem com tecido ainda tenro, cessando em troncos lenhosos. Já o ataque de Pseudomonas ocorre mais tardiamente, tanto em folhas como nos troncos, mostrando sintomas típicos especialmente nas folhas, com lesões escuras de margem amarelada, dai o nome da doença: mancha aureolada.

Ultimamente, em alguns viveiros, têm aparecido lesões anormais no caule de mudas de café, mesmo naquelas de tecido já lenhoso. Isto vem ocorrendo em região onde não se tem histórico de ataque de Pseudomonas, pois se trata de área em condição de altitudes mais baixas, portanto, em zonas mais quentes, como tem ocorrido no Noroeste Fluminense, em altitudes na faixa de 600 a 700 m.

A observação das lesões no caule de mudas foi feita em viveiro de café onde estava associado um forte ataque de Phoma/Ascochyta nas folhas dessas mudas, reforçando a hipótese de ataque por esses fungos também em caules. Olhando mais de perto o aspecto das lesões, verificou-se esporulação de fungos sobre elas, os quais poderiam ser primários, como ocorre com ataque de Phoma/Ascochyta, ou secundários, estes últimos, provavelmente, tratando-se de Colletotrichum, fungo sempre presente em manchas necróticas nos tecidos de cafeeiros.

O conhecimento da forma de ataque de Phoma Ascochyta em lavouras de café adultas, cuja infecção em ramos fica restrita aos 4-5 últimos nós, ou seja, à parte tenra do ramo, leva à indicação de que as lesões no tronco de mudas podem começar quando elas ainda estiverem mais novas, com tronco ainda tenro, e, em seguida, as lesões voltariam a se desenvolver, em função de períodos úmidos, por irrigações de forma frequente praticadas no viveiro, as quais mantém o molhamento foliar muito adequado à evolução da infecção por esses fungos. Para ampliar mais as lesões no tronco, podem aparecer fungos oportunistas, saprófitas, como o Colletotrrichum, aproveitando a abertura no tecido, provocadas pelas lesões iniciais de Phoma/Ascochyta.

As ilustrações em seguida podem auxiliar no melhor entendimento desse aspecto de lesões que ocorrem no caule de mudas de café.


Lesões maiores e menores que estão ocorrendo em mudas de café, atribuídas ao ataque de fungos. Varre-Sai (RJ), 2019


Sintomas típicos de ataque de Phoma/Ascochyta em folhas de mudas de café em viveiro, onde se encontram, associadas, lesões no tronco das mudas. Varre-Sai (RJ), 2019

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint