FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Curto-prazo ainda indefinido

ESPAÇO ABERTO

EM 09/12/2019

0
0

Por Rodrigo Costa*

O mercado de trabalho americano criou muito mais postos em novembro do que o esperado, e o otimismo transpira no índice de confidência dos consumidores, também ajudado pelas performances positivas do mercado imobiliário e do mercado acionário.

Os principais índices de commodities caminham para um final de ano com retornos positivos levados pelas fortes altas das matérias-primas energéticas e tendo o café arábica no meio dos ganhadores.

O contrato “C” demonstra ter mudado de patamar de preços rejeitando baixas pontuais nas últimas semanas para então ter sequenciais fechamentos mais fortes – ainda que pule entre altas e baixas dentro das sessões diárias.

Londres não tem tido a mesma força, embora esteja mais de US$ 200 por tonelada acima da mínima vista no meio de outubro último, e o robusta deve acabar o ano com perdas, diferentemente do arábica, fazendo com que a arbitragem entre as duas variedades esteja em US$ 60 centavos por libra – o mais aberto desde dezembro de 2016.

Muitos agentes tem se questionado sobre o fundamento do café após a apreciação de 30% desde 17 de outubro até a última sexta-feira dia 6 de dezembro.

Do lado dos altistas há a certeza da resposta dos preços a uma oferta limitada do atual ciclo (com a produção menor do Brasil), assim como a insustentabilidade da cultura nos níveis que o mercado vinha negociando anteriormente.

Os baixistas, muitos machucados como é de se esperar quando há uma inversão tão rápida e acentuada da tendência, apontam a desvalorização significativa das moedas das duas principais origens e entendem que os preços atuais finalmente remuneram – se não todos – a grande maioria dos produtores da cadeia.

É muito difícil dizer para onde as bolsas irão ao curto-prazo e o volume negociado no físico dentro do Brasil para o que havia/há de café disponível, e para as safras futuras trarão menos vendas do país nos próximos 15 centavos por libra do que trouxe nestes 30 centavos iniciais.

Os produtores da América Central e Colômbia tem uma disponibilidade crescente e vão aproveitar para negociar suas safras, provavelmente barateando o basis de agora em diante.

As agências de notícias dizem que o rally está acontecendo por falta de café de qualidade, motivo da procura pelos cafés certificados, mas a qualidade dos estoques não é necessariamente um substituto para os suaves.

O inventário reportado pela ICE em novembro cedeu 122 mil sacas em novembro, estando próximo dos 2 milhões de sacas – comparado com as 2.5 milhões de março último, mas há cafés pendentes de classificação, ou seja, não é uma via de apenas uma mão.

Como escrevi no comentário de duas semanas atrás, a combinação desta queda dos certificados com o estreitamento da estrutura e o rompimento de médias-móveis e linhas de tendência baixistas de longo prazo, desencadearam a compra dos fundos, os quais saíram de uma posição vendida para comprada pela primeira vez desde abril de 2017.

Os especuladores, portanto, devem estar comprados em 2 mil lotes, considerando o supplemental report já que nos relatórios que não separam os fundos de índices os fundos já estão long há duas semanas.

Na categoria dos comerciais, a parte bruta-vendida atinge um novo recorde, em qualquer formato divulgado pelo órgão controlador americano, com o equivalente a 52.3 milhões de sacas vendidas e 54,68 milhões de sacas, em dois dos mais seguidos relatórios.

O lado comprado dos comerciais, ainda que abaixo do recorde, está bem acima da média histórica, dando um folego àqueles que precisam voltar as fixar suas compras.

O fechamento de sexta-feira foi mais de US$ 2 centavos abaixo da máxima do dia, em teoria mostrando que uma realização poderia começar a acontecer, entretanto vimos isto acontecendo em algumas sessões apenas para o mercado depois voltar a subir novamente.

Uma ótima semana e bons negócios a todos.

*Rodrigo Corrêa da Costa escreve este relatório sobre café semanalmente como colaborador da Archer Consulting

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.